a hundred tips on learning English by yourself

Quer aprender inglês mas não tem acesso à escolas ou professores particulares? Está tentando aprender sozinho(a), mas há meses estuda pela internet, sem aprender de fato muita coisa? 

Apesar do acompanhamento do professor fazer muita diferença, é possível aprender a se comunicar em outro idioma por conta própria. O mais difícil é saber por onde começar. Por isso, aqui estão 100 dicas para potencializar os estudos dos autodidatas, divididas em cinco partes: Ouvir, Ler, Falar, Escrever e Como aprender ainda mais rápido, necessariamente nesta ordem. 

Quando estudamos um idioma estrangeiro, em geral, nossos cérebros tem mecanismos parecidos para memorizar o conhecimento adquirido. Por isso, é possível pensar em dicas que cronologicamente impulsionam o aprendizado para praticamente qualquer tipo de estudante autodidata. 

Você pode ir direto ao assunto que deseja melhorar e aprender

Como Aprender Inglês Sozinho (Listening)

Ouvir é a forma primária de recepção de qualquer idioma. Aprender a ler, falar e escrever se torna muito mais fácil, quanto mais treinados forem os ouvidos. 

1. Sem pânico 

Não se preocupe se não compreender o que ouve nas primeiras vezes em que o áudio é reproduzido. A calma também é um fator que faz o aluno aprender mais rápido. Respire fundo e siga as demais dicas! 

2. “Limpe os ouvidos” 

Preste muita atenção quando ouvir alguém falando inglês. Atenção plena nos sons (ou melhor, na fonética) é o primeiro passo para memorizar vocabulário e pronúncia. 

3. Não traduza ao ouvir 

Buscar traduzir mentalmente o que você acabou de ouvir é um péssimo hábito, mas muito comum. Se precisar pesquisar uma palavra, procure primeiramente por sinônimos e antônimos e, sempre que possível, evite totalmente a tradução. 

4. Estude o básico da fonética inglesa 

Um exemplo de como começar: Qual o som de cada vogal em inglês? Quando e como eles variam? Estudando a fonética, pouco a pouco, será mais fácil entender o que você ouve. 

5. Crie sua imersão sonora 

Faça uma imersão na cultura anglófona para aprender e fixar vocabulário: músicas, filmes, vídeos e podcasts estão te esperando na internet. Mesmo que faça outras coisas ao mesmo tempo, separe 2 horas por dia para ouvir. 

6. Ouça com um propósito 

Tenha um objetivo específico a alcançar quando estiver praticando o ouvir. Por exemplo: ao fim deste vídeo de receita culinária (ou após assisti-lo algumas vezes), tente fazer o prato sem precisar traduzir ou ler. O propósito garante mais atenção. 

7. Ouvir música lendo a letra 

Sempre que possível, acompanhe a letra da música que está ouvindo. Ouça e leia a letra da mesma música uma vez por dia (com atenção!) durante um mês e perceba como sua compreensão melhorou. 

8. Filme em inglês e sem legenda, mesmo no nível básico 

Assista curtas ou cenas de longas em inglês. As legendas em inglês são um bom apoio, mas é interessante tentar compreender o que é falado observando a boca de quem fala, ao invés de ler. Tente, mesmo que não compreenda uma palavra na primeira vez. 

9. Não insista no que você não gosta 

Não adianta ver um filme, por exemplo, se você se sente na obrigação de fazê-lo. Tome um tempo para pesquisar conteúdo que, além de te ajudar a subir de nível no inglês, também é do seu interesse. Crie uma biblioteca apenas para seus estudos, planejando o objetivo a alcançar com cada material. 

10. Pesquise exercícios de compreensão 

Na internet há diversos exercícios disponíveis gratuitamente, usados por professores para compor aulas. A melhor forma de encontrar bons materiais é pesquisando com a sigla “EFL”, ou seja, “English as Foreign Language” – inglês como idioma estrangeiro. Procure online por áudios com exercícios de compreensão

11. Aproveite os áudios com velocidade reduzida 

Uma ótima ferramenta EFL é o áudio com velocidade reduzida. Se você compreende melhor usando esta ferramenta, aproveita-a. Você pode partir para os áudios em velocidade nativa quando já entender tudo na versão mais lenta. 

12. Comece com o que você já compreende 

Se não está começando do zero, garanta uma boa revisão e fixação do conteúdo treinando o ouvido com o que você consegue compreender. No nível básico, comece ouvindo áudios de apenas palavras e expressões que conhece. Expanda a partir daí, buscando frases com estas palavras. 

13. Insista em um mesmo áudio até compreendê-lo totalmente 

Um desafio interessante para quando já estiver em um bom ritmo de estudos: tentar um exercício de compreensão de áudio de um nível acima do seu. Ouça-o e, se necessário, pesquise o significado de algumas palavras, até conseguir realizar o exercício. 

14. Tome notas enquanto ouve 

Para fixar o que está ouvindo, tome notas. Escreva-as em inglês sempre que possível, mesmo que você não saiba como se escreve: escreva o que ouviu. 

15. Foco na ideia geral 

Mais importante do que compreender o significado de cada palavra do texto é entender, de modo geral, quem diz o quê, como e por quê. 

16. Ditados 

Pesquise por ditados em inglês na internet e pratique. Pode começar pausando o vídeo a cada parágrafo e, ao avançar nos estudos, tentar ouvir um texto completo apenas uma ou duas vezes e escrever o que ele quis dizer. 

17. Bingo 

Jogar bingo é ótimo para testar a compreensão dos números. Você pode procurar amigos que também estejam estudando inglês para jogar contigo ou buscar versões online de bingo em inglês. 

18. Expanda o repertório 

Quanto mais diversificada sua biblioteca sonora, mais rápido você irá expandir seu vocabulário. Já estudou com base em previsões do tempo? Programas de entrevista? Documentários de vida animal? Sempre haverá um novo tópico para explorar. 

19. Aposte na combinação variedade e atualidade 

Para se manter engajado(a) e sempre prestar atenção, aposte na variedade do seu material. Quando surgir um novo assunto que lhe desperta interesse, busque material a respeito em inglês para ouvir. 

Como Aprender Inglês Sozinho (Ler) (Reading) 

Quando estudamos um idioma estrangeiro, precisamos dominar a compreensão antes da produção. Ler bem, para poder escrever bem. Ouvir bem, para poder falar bem. 

20. Leia bem no seu idioma nativo 

Muitas pessoas sofrem para aprender a ler em inglês pois tem dificuldade para compreender questões gramaticais e semânticas no português. Faça um teste usando um exercício de compreensão em português e, se necessário, estude a leitura no seu idioma antes de partir para outro. 

21. Leia com calma 

Mesmo que saiba ler bem, leia devagar. Preste atenção em cada palavra e certifique-se de que compreendeu a frase que acabou de ler. 

22. Escolha bem o ambiente 

O ideal é ler onde você não consegue escutar conversas em português ou outro idioma, que não seja inglês. Preze pelo silêncio e pela boa iluminação, assim conseguirá permanecer lendo por mais tempo. 

23. Cuidado com as palavras parecidas 

É muito comum que os estudantes de inglês façam confusão ao ler palavras parecidas com significados completamente diferentes, por exemplo: “weather” (clima) e “whether” (se). Pesquise outros casos como este e tome nota dos significados e sinônimos das palavras. 

24. Use a leitura para relembrar os estudos de gramática 

Não importa o que você está aprendendo sobre gramática, quando estiver lendo, aproveite para relembrar o assunto. Se está estudando verbos no futuro, por exemplo, pode circular todos os exemplos e analisar se aparecem de formas diferentes ou semelhantes. 

25. Leia com propósito 

Assim como ouvir com algo para decifrar ajuda a prestar mais atenção, ler com propósito, também. A dica 24 não é um exemplo de propósito, pois o ideal é que seu objetivo seja testar sua compreensão do conteúdo. 

26. Leia conteúdo simples com frequência 

Se você quiser ler um longo romance em inglês, pode se deparar com dois problemas: permanecer muito tempo lendo sobre o mesmo assunto ou, pior, desistir antes do fim, o que acaba freando o aprendizado em geral. Foque inicialmente em leituras rápidas e relativamente simples, como contos, matérias de jornais, postagens em blogs, etc. 

27. Releia algo que você já leu em português 

Este exercício gera ainda mais resultado quando o(a) estudante escolhe um conteúdo que ainda não saberia como traduzir total ou parcialmente. 

28. Leia notícias sobre o Brasil em veículos anglófonos estrangeiros 

Pesquisando por conteúdo sobre o Brasil em inglês na internet, é possível estudar formas realistas de falar e escrever sobre seu país. Um possível exercício é selecionar duas ou três notícias (sobre assuntos não muito distantes) e pensar, de forma resumida, qual a visão que o conjunto das informações cria a respeito do Brasil. 

29. Faça (apenas) uma lista de palavras novas durante cada leitura 

Não há necessidade de pesquisar imediatamente toda palavra que você ainda não conhece e encontrou em um texto. Faça uma lista das palavras que você não sabe o significado enquanto lê, mas tente compreender o assunto geral sem pesquisá-las. Mais tarde, tome nota de seus significados e sinônimos ou antônimos. 

30. Cartões de significados para novas palavras 

Você irá se deparar com novas palavras sempre. Selecione as mais difíceis para você (por exemplo, as mais fáceis de serem confundidas com outras), faça cartões com seu significado ou sinônimo em inglês e cole na parede. 

31. Pesquise exercícios de compreensão 

Os melhores exercícios para treinar a leitura são sempre os que abordam assuntos do seu interesse, mesmo que minimamente. Não esqueça de pesquisar com a sigla “EFL”. Um exemplo de busca: “EFL Reading comprehension exercises.” 

32. Destaque as palavras-chave 

Sublinhando ou destacando de outra forma as palavras que julgar mais importantes no texto, será mais fácil realizar um exercício de compreensão do conteúdo. 

33. Faça parte de um grupo de leitura 

Se conhecer mais gente que está estudando inglês em níveis próximos ao seu, proponha um grupo de leitura. Por exemplo: o grupo lê semanalmente um conto de Edgar Allan Poe e se encontra nas sextas-feiras para discutir a história. 

34. Leia trechos de roteiros de filmes que você já viu 

Por conhecer a narrativa, a leitura será mais fluida e você compreenderá mais facilmente as emoções por trás dos diálogos. Lendo roteiros treinamos nossa capacidade de visualizar e escutar mentalmente o fluxo de informações, o tom de voz e as nuances de cada discurso. 

35. Não leia em voz alta 

Por mais que este hábito ajude algumas pessoas quando estão lendo em português, ao aprender um novo idioma muitas vezes lemos melhor do que falamos. Ler em voz alta pode acabar diminuindo seu ritmo de leitura. 

36. Leia o dicionário em inglês 

Se você tiver acesso a um dicionário inteiramente em inglês (e não inglês-português), melhor. Leia verbetes semanalmente para expandir seu vocabulário e treinar a leitura. 

37. Leia algo todos os dias 

Assim como é ideal ouvir inglês todos os dias, ler diariamente acelera o processo de aprendizagem. Leia pelo menos uma notícia curta, um anúncio, um verbete no dicionário ou uma postagem em uma rede social em inglês, quando não puder ler um conto ou uma matéria mais densa. Haverão dias em que será difícil dedicar-se para falar e escrever, mas é possível ler e ouvir todos os dias. 

38. Cubra as palavras ou linhas que já leu 

Este método ajuda a manter o foco e facilita a observação do próprio ritmo de leitura. Use um cartão ou uma folha de papel para cobrir palavra por palavra ou linha por linha. 

39. Descubra o horário em que lê com mais facilidade 

Algumas pessoas são mais ativas mentalmente durante as manhãs e, outras, durante as tardes ou noites. Leitura demanda muita atenção e demora muito menos quando praticada no período em que você, naturalmente, está mais alerta. 

40. Releia conteúdo que você mesmo(a) escreveu 

Se já estuda a escrita do inglês, pode reler o que escreveu anteriormente. Quanto melhor for sua capacidade de leitura, mais será capaz de pensar formas melhores de escrever o mesmo conteúdo. 

41. Configure seu aparelho celular para o inglês.

Além do celular, mude o idioma dos demais aparelhos que utiliza no dia-a-dia para inglês. 

Como Aprender Inglês Sozinho (Falar) (Speaking )

É quando se torna possível propriamente falar em inglês, ou seja, se comunicar espontaneamente, que fica claro o quanto foi aprendido. 

42. Não há tempo para sentir vergonha 

Busque outra pessoa que está estudando inglês no seu nível ou um amigo que já saiba falar o idioma para treinar conversação. É preciso falar com outras pessoas em inglês, então supere a vergonha e fale, mesmo que ainda não consiga falar muito bem. 

43. Fale sozinho(a) 

Sendo autodidata, nem sempre haverá outra pessoa com quem conversar. Entre no clima de brincadeira e fale sozinho(a). Tenha conversas inteiras consigo mesmo(a): se faça perguntas e as responda em voz alta, por exemplo, como em uma entrevista. 

44. Comece tentando contar a sua própria história 

Como um primeiro exercício, tente falar sobre sua vida. Siga aprimorando a forma como você conta a mesma história. 

45. Grave sua própria voz 

Para ter certeza de que está pronunciando da maneira correta, grave sua voz e escute-a. Fazendo isto periodicamente, você notará a melhora da pronúncia. Tente não julgar seu nível, lembre-se de que está ouvindo com o intuito de melhorar sua capacidade de falar inglês e que, com certeza, irá melhorar. 

46. Repita o que acabou de escutar 

Quando seus estudos na parte de listening estiverem um pouco mais avançados, por vezes determine que o propósito ao fim de ouvir algo em inglês nativo será saber repetir o que foi dito com a melhor pronúncia possível. 

47. Estude os movimentos da boca 

Entender como a boca cria a fonética é um passo importante para não cometer mais erros de pronúncia. Na internet você encontra vídeos de pronúncia em que consegue visualizar bem a boca de quem fala. 

48. Faça teatro 

Se você tiver a oportunidade de participar de um grupo de teatro em inglês, o faça. Algumas escolas de idiomas oferecem cursos de teatro, mas você pode também montar seu próprio grupo e encenar peças anglófonas disponíveis online. 

49. Participe de grupos de conversação 

Encontrar grupos livres de conversação em inglês é mais fácil do que encontrar grupos livres de teatro. Geralmente eles são organizados em universidades e centros culturais, informe-se e participe. 

50. Lembre-se de que a resposta “está na pergunta” 

Ao invés de tentar começar uma frase “do zero” em uma conversa, lembre-se que, na grande maioria das vezes, o que a outra pessoa falou ou perguntou te dá diversas dicas de como respondê-la. 

51. Viaje para um país anglófono 

Se você tem esta oportunidade, viaje. Porém, não adianta ir para outro país e evitar conversar com os nativos por vergonha ou preguiça. Vá com o objetivo de conversar um pouco com nativos pelo menos três vezes por dia: com um garçom, com um caixa do supermercado, com alguém no parque. Você pode fazer perguntas sobre a cidade. 

52. Foque em um sotaque 

Falar bem inglês se torna mais fácil quando você foca totalmente em aprender apenas um sotaque ou dialeto por vez. A fonética do inglês americano é muito diferente do britânico, por exemplo, e tentar aprender ambas de uma vez vai te atrapalhar. 

53. Tente simplificar ao máximo o assunto em uma conversa 

Para compensar a falta de vocabulário e demais fatores que te deixam inseguro(a), pode ser que você costume “enrolar.” A boa comunicação, no entanto, acontece quando o assunto é abordado diretamente. 

54. Cante 

Hora de dar um novo propósito para seus estudos com música e letra. Certifique-se de que está cantando a letra corretamente, então cante a mesma música todos os dias até estar confiante de que sua pronúncia está ótima. 

55. Conte a história de um objeto todos os dias 

Ao acordar, por exemplo, selecione um objeto no seu quarto e, resumidamente, fale em voz alta o que é, para que serve e como você o obteve. Depois que não sobrarem mais 

objetos, conte novamente a história dos que foram os primeiros, mas de forma mais completa, usando o vocabulário adquirido desde então. 

56. Seja um personagem 

Se você não quiser ou puder entrar para um grupo de teatro, pode aproveitar seus conhecimentos sobre uma celebridade ou personagem (e também sua página no Wikipedia) para brincar de “ser outra pessoa.” Você contará a história desta pessoa como se fosse você, em primeira pessoa. 

57. Proponha jogos entre estudantes de inglês 

Se você conhece outras pessoas que estudam inglês, em qualquer nível, pode propor jogos que beneficiarão a todos. Por exemplo: “Game of secrets”. Cada pessoa tem direito a uma pergunta, que o dono do segredo deve responder. Quem adivinhar é o próximo a revelar um segredo. 

58. Encontre uma forma de treinar a fala com tudo que estuda 

Ao longo dos seus estudos, você irá se deparar com um assunto diferente a cada dia ou semana, provavelmente. Não deixa nada escapar: treine a fala a cada nova matéria, nem que você apenas leia em voz alta parte do conteúdo. 

59. Envie áudios em inglês 

Se conseguir encontrar alguém que também está estudando inglês e toparia trocar áudios do whatsapp em inglês, aproveite e dediquem-se: só se comuniquem por áudio mesmo e o português está proibido! Se ficar difícil de entender, peça para que a pessoa explique novamente, com outras palavras. 

60. Decore uma fala que gosta 

Apesar de tentar decorar as coisas, por si só, não ser muito útil, se você focar em decorar algo específico, pode memorizar melhor diversas expressões e sua pronúncia. É a mesma vantagem de ser parte de um grupo de teatro. Um exemplo que você pode tentar: o histórico discurso de Martin Luther King intitulado “Eu tenho um sonho.” 

Como Aprender Inglês Sozinho (Writing) (Escrever)

Só, de fato, domina outro idioma quem consegue escrever sobre qualquer assunto, sem cometer erros gramaticais, ortográficos e semânticos. Apesar de muitos estudantes sentirem mais dificuldade para falar do que escrever, aperfeiçoar a escrita geralmente acontece depois que o estudante consegue se comunicar oralmente. 

61. Sorteio de uma palavra para a frase do dia 

Abra o dicionário em uma página aleatória e deixe o dedo cair sobre um verbete. Esta palavra será o centro da frase do dia. Escreva uma frase desta forma diariamente, mesmo nos finais de semana – leva apenas 5 minutos. 

62. Foco na gramática e na ortografia 

Agora que você já estudou pelo menos um pouco dos demais tópicos, possui certa bagagem de vocabulário. Cheque se você sabe escrever corretamente palavras, expressões e frases que já conhece. Cometeu algum erro? Faça um cartão e cole na parede com a forma correta de sua escrita para memorizar melhor. 

63. Brinque de soletrar 

Você pode fazer este jogo à sós, ouvindo algum material e o pausando para soletrar uma palavra que ouviu, ou com amigos, marcando pontos para quem acertar uma palavra. 

64. Se aventure nos estilos literários e tente diferentes formas de escrita 

Estude um estilo de escrita diferente toda semana: notícia jornalística, poesia, peça de teatro, bula de remédio, sinalização de trânsito, receitas culinárias, etc. Quanto mais variedade, melhor. Depois de ler o número suficiente de exemplos, escreva o seu. 

65. Mantenha um diário 

Se você já tem o hábito de manter um diário, passe a escrevê-lo em inglês. Se não, comece um diário hoje mesmo. Fale sobre seu dia ou sobre qualquer assunto que desejar – só você mesmo(a) vai ler o que está no seu diário, aproveite e escreva bastante. Após um mês escrevendo diariamente, pare para reler tudo e corrigir seus erros de escrita. 

66. Envie uma carta para uma celebridade anglófona 

Não precisa ser alguém especial para você, você pode escolher aleatoriamente alguém famoso que aceite cartas de fãs. É importante que você envie a carta de fato, para garantir que dará seu melhor na escrita. Se você estuda Física na faculdade, pode enviar uma carta para um cientista que admira em seu endereço de trabalho, por exemplo. 

67. Faça listas de vantagens e desvantagens 

Escolha um tema e subtemas dentro dele semanalmente para treinar a escrita de likes and dislikes. Por exemplo: viver na cidade grande. Escreva vantagens e desvantagens de morar em prédios, de usar o transporte público, de trabalhar no centro, assim por diante. 

68. Ditados 

Os ditados ajudam a treinar os ouvidos, mas também a escrita. No começo, você pode focar mais em ouvir, sem se preocupar se a escrita está perfeita. Quando seus ouvidos estiverem mais afiados, a escrita sem erros deve ser o objetivo do ditado. 

69. Traduzir? Agora pode, mas só do português para o inglês! 

Você deve sempre evitar traduzir do inglês para o português, mas, na hora de treinar a escrita, é interessante realizar alguns exercícios de tradução do português para o inglês. Comece com frases simples e vá checando seus erros. 

70. Escreva uma carta em estilo formal 

A carta que você enviará para uma celebridade será no estilo informal. É importante treinar também a escrita formal, ou seja, escrever uma carta para um consulado, um advogado, uma universidade, um banco, etc. Desta vez não precisa de fato enviá-la, apenas pesquise exemplos de escrita formal, imagine um motivo para a carta e treine. 

71. Corretor ortográfico sem o modo automático 

Saiba a melhor forma de utilizar ferramentas digitais. O corretor ortográfico automático é péssimo para a fixação da escrita, mas escrever e receber um alerta imediato de que há algo errado com a palavra pode ser bom, se você buscar corrigi-la antes de checar a sugestão do corretor. 

72. Cartões de ortografia para palavras difíceis 

Cada estudante tem suas dificuldades específicas com a ortografia. Descubra onde você comumente comete erros e faça cartões com estas palavras para colar nas paredes, destacando as letras que você costuma confundir. 

73. Copie textos 

Esta velha técnica, felizmente, não falha. Copie um texto curto a cada duas semanas, destacando palavras que você escreveria de uma forma diferente (caso não estivesse copiando, mas fazendo um ditado, por exemplo). 

74. Envie e-mails com dúvidas 

É muito provável que você tenha algum interesse – seja uma ONG, uma banda, uma universidade em outro país – e algumas dúvidas a respeito. Hora de obter respostas: envie um e-mail em inglês com suas perguntas. 

75. Deixe recados para si mesmo(a) 

Todo mundo precisa se ajudar a lembrar de certas coisas, e a maioria das pessoas deixa recados com lembretes em agendas, nas paredes ou no celular. A partir de agora seus recados devem ser todos em inglês. 

76. Envie mensagens em inglês 

Assim como você pode ter alguém com quem troca somente áudios em inglês pelo whatsapp, pode ter outro alguém (ou mudar a dinâmica com esta mesma pessoa após um mês) com quem envia mensagens escritas apenas em inglês. 

77. Escreva o que falou 

Após realizar alguma das dicas em speaking, escreva o que acabou de falar. 

78. Mude o fim de uma história 

Após ler algo em inglês com narrativa, escreva um final diferente para a história. 

79. Simplifique e estruture seu texto 

Quando já estiver escrevendo melhor do que quando começou os estudos, é possível que você tende a “enrolar” mais ao escrever, a fim de utilizar tudo que está estudando. Contudo, o melhor texto é o que é escrito de forma simplificada e direto ao ponto, através de uma estrutura clara. 

80. Exercite o corte 

Para que você consiga simplificar e estruturar o texto melhor, um bom exercício é reler algo que você escreveu recentemente para cortar tudo que você poderia omitir, garantindo que o texto ainda faria o mesmo sentido. 

81. Amplie o vocabulário substituindo expressões por palavras 

Quando você já conseguir se comunicar em inglês escrevendo sem erros, é hora de ampliar o vocabulário. É comum que estudantes utilizem expressões com advérbios que poderiam ser substituídas por adjetivos, por exemplo: that is really funny = that is hilarious / this is very beautiful = this is gorgeous. Explore os adjetivos que você ainda desconhece. 

82. Use contrações 

A escrita em inglês é cheia de contrações como I’m ou can’t e assim por diante. Se você quiser começar os estudos evitando as contrações, tudo bem, mas é necessário usá-las.

How to learn even faster 

Como Aprender Inglês Sozinho Rápido

Aqui estão algumas dicas gerais para você saber como aprender ainda mais rápido. Atenção: elas não são menos importantes que as dicas anteriores. 

83. Tenha uma motivação 

Quando você sabe o motivo pelo qual está aprendendo algo, o processo se torna mais fácil. Pode ser uma viagem, um intercâmbio acadêmico, melhorar o currículo para conseguir um emprego melhor, entre tantos outros. Lembre-se do seu motivo sempre que desanimar dos estudos e, se isto não te animar, procure uma nova razão para estudar. 

84. Organize-se 

Organização muda tudo. Tome um tempo para planejar como serão seus estudos de inglês mensalmente, ou seja, fazer o que o professor estaria fazendo se você não fosse autodidata. 

85. Estude sem estudar 

Ou seja, use tempo que você não tem livre para entrar em contato com o idioma pois, se você apenas estudar quando separar a hora para isso, levará mais tempo para fixar os conhecimentos. Ouça inglês no transporte ou enquanto cozinha e come, por exemplo. 

86. Conheça uma pessoa anglófona na internet 

Se você é uma pessoa que costuma utilizar redes sociais, provavelmente não terá dificuldade em encontrar grupos de intercâmbio cultural ou outros meios de ter uma experiência de troca com uma pessoa nativa de um país anglófono. Se a pessoa tem interesse no Brasil, vocês podem falar em português em um dia e inglês, no outro. 

87. Conheça uma pessoa anglófona pessoalmente 

Uma forma de fazer isso é se voluntariando para ajudar ou receber intercambistas. Você também pode procurar na internet alguém que more na sua cidade, com quem fazer uma troca parecida com a da dica anterior, mas pessoalmente. 

88. Pratique todos os dias 

É necessário que você pratique um pouco de cada um dos quatro tópicos (ouvir, ler, falar e escrever) diariamente. Se for um dia complicado, pratique por 5 minutos apenas. 

89. Aceite que o inglês é muito diferente do português 

Em teoria, isso é óbvio. Na prática, é comum que os estudantes busquem paralelos entre os idiomas quando tentam se comunicar. Aceite que os seus conhecimentos de português não são os mais essenciais no momento e lembre-se que, muito provavelmente, uma pessoa que fala inglês nativo se comunicaria de uma forma totalmente diferente, justamente por não estar partindo dos conhecimentos em outro idioma. 

90. Aceite que o aprendizado é um processo único 

Não existe método no mundo que garanta que todos os estudantes aprenderão algo em determinado tempo. Cada pessoa aprende no seu ritmo e você precisa entender o seu, de mais ninguém. 

91. Ensine outra pessoa o que você está aprendendo 

Além de ajudar outro estudante, que sabe menos que você, ensinar alguém garante a fixação do próprio conhecimento. É como uma revisão sistemática, completa. 

92. Reconheça os chunks of language 

Chunks of language significa “pedaços de linguagem”, literalmente. São palavras que utilizamos frequentemente em conjunto, de forma fixa ou semifixa. Por exemplo: “you’re welcome” (de nada), “go figure!” (vai entender!) ou “Just a moment” (só um momento). 

93. Perceba toda a expressividade do idioma 

Se comunicar em inglês é muito mais do que falar o idioma em si. Note como expressões diversas acontecem. Em português falamos muito “é”, por exemplo, quando estamos ainda pensando no que falar. O que seria o equivalente a isto no inglês? 

94. Note como cultura e idioma são inseparáveis 

Aprender a falar inglês é, necessariamente, aprender sobre a cultura dos países anglófonos. Quanto mais você souber a respeito da história do idioma, mais fácil compreenderá o que é falado em inglês. 

95. Pesquise os benefícios de aprender idiomas 

Aprender um segundo idioma traz benefícios como memória mais aguçada, mais facilidade em relacionamentos interculturais, melhores oportunidades de trabalho, entre muitas outras. Pesquisar a respeito traz mais motivação aos estudos. 

96. Saia do óbvio 

Uma forma de fazer isso é, por exemplo, viajar para a África do Sul para praticar inglês e estudar relações coloniais anglófonas. Pense formas de customizar as dicas aos seus interesses e use a criatividade ao máximo. 

97. Não tire férias do inglês 

Claro que você não é obrigado(a) a estudar todos os dias da mesma forma até atingir a fluência, mas se beneficiará muito se não perder o contato com o idioma no seu período de férias. 

98. Faça testes de nivelamento online periodicamente 

É importante ter resultados concretos do seu trabalho e, enquanto autodidata, pode ser difícil ter certeza do quanto você aprendeu. Uma forma de entender o avanço do seu aprendizado é pesquisar os assuntos abordados em cada nível de inglês de acordo com o padrão internacional EFL e fazer testes online de nivelamento a cada semestre. 

99. Note quando começar a pensar em inglês 

Pensar em inglês é possível antes de se tornar fluente no idioma e é um dos passos mais importantes a dar se a fluência é seu objetivo. Você desenvolverá esta capacidade naturalmente se garantir muito contato cotidiano com inglês. 

100. Continue em contato com inglês após atingir a fluência 

É assim que você garante ser fluente em inglês para o resto da vida. Esquecemos muito rapidamente das coisas que não colocamos em prática e, se você não mora em um país anglófono, é importante que você se esforce para manter contato com o idioma no seu cotidiano. 

Concluindo… 

Você pode salvar estas dicas e ler novamente ao longo do desenrolar dos seus estudos, assim entenderá melhor alguns dos pontos levantados e terá novas ideias de como estudar para experimentar. 

Existem infinitas formas de construir seu caminho pessoal para o aprendizado de inglês e o mais importante é que você se aventure, tente, erre, melhore – claro, sempre se divertindo. 

Mesmo quem tem facilidade para aprender idiomas ou já fala um outro, além do português e do inglês, vai se deparar com dificuldades diversas, portanto o objetivo principal e talvez, a dica mais importante de todas e que não foi listada acima, é: nunca desista. É possível aprender inglês com qualquer idade, em qualquer lugar, e não há um período de tempo ideal para atingir a fluência. 

Agora é com você. Hora de estudar e, quem sabe, pensar em mais dicas, que funcionem ainda melhor para você! 

You can do it!