Aprender inglês pode parecer uma tarefa difícil num primeiro momento.

Não porque o conteúdo em si é complexo, mas porque criamos barreiras mentais que atrapalham bastante o processo de aprendizagem da língua inglesa.

Pensamentos internos como: “Eu não consigo”, “É muito difícil”, “Não sou inteligente o suficiente para isso”, “Não é tão importante agora até porque no meu trabalho não sou exigido tal conhecimento”, são crenças construídas por nós mesmos que limitam a nossa mente de aprender algo novo e acabamos criando uma zona de conforto, onde é mais fácil e conveniente por exemplo, assistir um filme ou uma série em português.

A criação de hábitos é parte da solução para esse problema.

Especialistas dizem que precisamos de pelo menos 21 dias para introduzirmos um novo hábito na nossa vida.

Portanto, nesse texto estarei te ensinando um método eficaz que pessoalmente me ajudou a falar inglês fluentemente e te ajudando a desenvolver o hábito de aprender inglês todos os dias.

Primeiramente antes mesmo de começar com os livros, e-books, vídeo-aulas, etc., a coisa mais importante é você definir na sua mente o porquê você está fazendo isso.

Sem esse questionamento é difícil seguir uma rotina sem desmotivar.

Escolher algo sem entender seu propósito pessoal pode te causar uma rápida desmotivação e isso põe em risco todo o processo de aprendizado.

Por exemplo, eu decidi largar tudo no Brasil para fazer um intercâmbio porque eu sempre quis falar inglês muito bem pra poder conversar com pessoas do mundo inteiro nas minhas viagens.

Daí podemos tirar duas respostas:

  • O QUÊ? (Meu objetivo)
  • Falar inglês muito bem.
  • POR QUÊ? (Meu propósito)
  • Poder conversar com pessoas do mundo inteiro nas minhas viagens.

              A partir do momento em que esses dois questionamentos são afirmados em nossas mentes, podemos seguir com o plano de criação do hábito de aprender inglês todos os dias.

Talvez o seu “Por Quê?” seja diferente do meu.

Talvez seu propósito seja ganhar uma posição melhor dentro da empresa ou talvez você deseja fazer um trabalho voluntário em algum outro país.

Não importa qual seu propósito, o que importa de fato é que ele seja bem definido.

Digo isso porque a motivação é a coisa mais importante para que possamos fazer qualquer coisa em nossa vida cotidiana, e quando estamos satisfeitos com o propósito pessoal em realizar os nossos objetivos, o aprendizado se torna muito mais leve e prazeroso.

Hoje em dia, quando viajo para outros países, fico muito mais tranquilo porque sei que posso me comunicar com qualquer pessoa através do inglês.

Obviamente nem todos falam a língua, mas por exemplo, em hotéis, restaurantes e locais turísticos você vai encontrar certamente alguém que fala inglês e que pode te ajudar.

Essas experiências me motivam ainda mais a estar me dedicando a aprender mais sobre essa língua.

Então vamos lá!

Eu separei alguns tópicos que são necessários para a criação de qualquer hábito na sua vida, mas estarei aplicando especificamente ao aprendizado da língua inglesa.

Após explicar todos eles, estarei trazendo de uma forma muito mais prática e visual de como você pode criar o hábito de aprender inglês todos os dias.

Esse método vai te ajudar a eliminar a indisposição (que é natural) da sua mente em relação a estabelecer um novo hábito e fazer disso uma atividade diária, natural e leve.

TEM QUE FAZER SENTIDO PARA VOCÊ!

Se esse tópico ainda não está claro pra você, irei exemplificar com uma experiência pessoal.

Quando comecei a aprender inglês em 2011 eu sabia que o inglês era necessário, mas eu era muito jovem pra entender o propósito, o porquê.

Eu sabia que era legal falar inglês e que pessoas que tinham a capacidade de falar bem inglês tinham melhores oportunidades, mas eu não entendia qual era o meu propósito em falar inglês.

E qual foi o resultado?

Meus pais na época fizeram um investimento altíssimo e com o tempo cheguei ao nível avançado (as escolas de idiomas geralmente te mudam de nível conforme o tempo e não conforme o seu nível real, digo isso em escala global porque na Irlanda onde fiz intercâmbio acontecia da mesma forma), mas completamente desmotivado e, sinceramente, com um inglês medíocre.

Em 2017, um amigo muito próximo que morava no mesmo bairro, trouxe um amigo dele estrangeiro que tinha conhecido em uma viagem ao exterior.

Naquele momento eu entendi o porquê eu precisava aprender o inglês.

Eu queria perguntar tantas coisas para ele e entender um pouco da cultura de onde ele morava, mas meu inglês não me permitia.

Ele também tentava de todas as formas fazer com que eu entendesse usando um vocabulário simples, mas o constrangimento interno foi inevitável.

Portanto, decidi fazer em 2018 um intercâmbio de 8 meses.

A única diferença que eu encontrei das aulas no Brasil para as aulas na Irlanda é que os professores lá são nativos, ou seja, se você não o entendeu, terá que se dedicar para conseguir e se o(a) professor(a) não entendeu a sua pergunta, ore para que seu colega ao lado seja brasileiro e fale bem inglês.

O que quero dizer com isso é que não importa se você está no Brasil ou fazendo um intercâmbio.

A criação do hábito de aprender inglês diariamente é completamente indiferente.

Você não precisa morar fora para poder falar inglês muito bem, e digo isso porque tive inúmeros colegas que estudaram comigo e que estavam lá já faziam 2 anos lá e nunca chegaram a um nível aceitável de conversação, mesmo tendo também trabalhado lá todo esse tempo.

E porque isso acontece?

Bom eu não os conheço como um amigo próximo, mas garanto que eles não encontraram os seus respectivos propósitos.

Saíram do país sem isso definido.

Eu saí do Brasil querendo falar inglês em 8 meses.

E consegui.

Porque eu queria conhecer a Europa e não depender de tradutor ou qualquer outra ajuda.

Queria provar pra mim mesmo que eu era capaz.

E se eu posso, acredite, você também pode!

DISCIPLINA

Sobre disciplina em relação aos estudos eu acredito que duas coisas são muito importantes:

  • Remoção de distrações: É possível sim estudar com dispositivos como tablets e smartphones sem se distrair. A quantidade e variedade de conteúdo que existe na internet sobre como aprender inglês tem crescido muito mais do que aquele produzidos em papel, CD e DVD. Tem se tornado muito mais conveniente baixar um livro em .pdf ou assistir uma vídeo-aula no Youtube do que comprar um livro físico hoje em dia. É até possível conversar em inglês gratuitamente com pessoas do mundo inteiro por meio de videochamadas aleatórias, através de aplicativos como Azzar e Chatspin, que me ajudaram muito na questão da conversação. Entretanto, é preciso foco para que não haja perda de eficiência no processo.
  • Repetição: A repetição é a chave para você introduzir um novo hábito na sua vida. É através da repetição por exemplo, que um músculo se desenvolve, ou que uma informação é passada do consciente para o subconsciente no seu cérebro. Tudo o que você faz repetidamente se torna parte de você. Existe uma frase de um filósofo desconhecido que diz: “Você é resultado dos seus hábitos”. Essa frase é muito forte porque muito do nosso caráter e personalidade é revelada pelas escolhas diárias que fazemos, do acordar ao deitar e dormir.
  • DEFINIÇÃO DE ROTINA

A princípio iremos introduzir o método de 21 dias. É importante estabelecermos um tempo inicial como primeira meta e segundo os especialistas esse é o tempo mínimo necessário para se introduzir um novo hábito no nosso cotidiano. Entenda isso como uma reprogramação da mente. Estamos tentando introduzir um novo comando para o nosso cérebro executar todos os dias, que obviamente, vai oferecer resistência no início. Vai se desestimular, vai cansar, liberar hormônios de estresse, mas que é completamente normal. Continue com o projeto, repetindo, e você encontrará o resultado que procura. Então só para que fique claro e que você coloque isso em prática:

– Nome do projeto: “Como desenvolver o hábito de aprender e falar inglês”.

– Duração: 21 dias (meta inicial).

Você só precisa estabelecer em qual período do dia é melhor para o seu aprendizado e quanto tempo você pode separar do seu dia para estudar. O recomendado é de 30 minutos a 2 horas por dia dependendo do seu nível. Se estiver bem no começo é importante se dedicar mais tempo. Mas é importante definir o período do dia e quanto tempo de estudo você estará disposto a estudar.

  • PLANEJAMENTO E MEIOS DE ESTUDO

Planejamento é essencial para que um hábito seja introduzido. Sem planejamento você estará à deriva de tomar suas próprias decisões baseadas no momento em que você se encontra.

E isso põe em risco toda a operação porque a desmotivação pode vir mais forte que a vontade de aprender o inglês e a desistência é certa.

Por isso planeje o que você utilizará de recursos e conteúdos para que você siga o cronograma.

O aprendizado da língua inglesa pode ser dividido em cinco partes e isso pode te ajudar a montar um plano de estudo:

Não necessariamente você tem que ser bom em todos.

Você pode dar ênfase naquele que for mais relacionado ao seu propósito.

No meu caso, a conversação, leitura e escuta são os mais importantes porque eu preciso me comunicar em inglês com meus colegas de trabalho e com a minha parceira que também é estrangeira.

A leitura é importante porque todos os meus livros são em inglês e é a língua a qual você encontra a maior diversidade de conteúdo.

Por fim a escuta, pois gosto de assistir filmes e séries em inglês. Mas é importante que você estude e pratique todas as áreas!

Para finalizar, gostaria de deixar um formulário prático onde você pode preencher e acompanhar sua própria evolução na introdução desse hábito.

Esse formulário pode ser usado não só para aprender o inglês, mas pra qualquer novo hábito que precisar na vida de vocês! Espero que gostem!

Esse texto foi produzido pelo Lucas Washington mora na Irlanda e trabalha.

Possui inglês fluente e o exame da IELTS com excelente nota.

E ai gostou das dicas? Tem alguma coisa que gostaria de acrescentar:?