Intercâmbio no Canadá: tudo o que você precisa saber

O Canadá é um dos países ideais para você que deseja fazer intercâmbio. A sua cultura, o ambiente e as instituições de ensino são referência mundial para todos que viajam para o país.

Após ouvir e ler relatos em fóruns, reddit e outras plataformas de brasileiros que já foram ou ainda estão no país e de muitas pesquisas sobre o assunto, reunimos as informações e dicas mais importantes sobre o que precisa saber para viajar.


Aqui você verá a melhor época para fazer seu intercâmbio, as instituições ideais, como conseguir tirar o visto canadense, o custo de vida, as melhores agências dentre outras dicas que farão a sua viagem menos complicada e repleta de experiências.

Um país de muitas culturas

intercâmbio no canadá

Assim como o Brasil, o Canadá tem em sua origem os povos indígenas mas não para por aí.

Sua colonização foi feita por franceses e britânicos e após a independência, os imigrantes ajudaram a fazer do país da América do Norte, um dos mais ricos atualmente.

A cidade de Toronto, uma das mais conhecidas do Canadá, tem por característica a sua multiculturalidade. Ao passar pelos bairros, podemos ver chineses, portugueses, brasileiros, italianos, gregos, coreanos dentre outras nacionalidades.

Se você vai fazer um intercâmbio no Canadá, saiba que mesmo não tendo um inglês perfeito, não será um problema.

Os moradores toleram quando acontece algum erro no idioma e até colaboram para se comunicar melhor.

Porém, não é apenas o inglês que você irá praticar. Por também ter sido colonizada por franceses, o Canadá possui duas línguas como os idiomas oficiais: inglês e francês.

Por ser um país multicultural, o seu governo desde 1971 garante que qualquer pessoa possa manifestar a sua cultura.

Cerca de 200 etnias estão presentes em sua população. Isso influencia diretamente sua gastronomia, música, comportamento dentre outras formas características de uma sociedade. 

Tipos de intercâmbio no Canadá

Com foco nos estudos, existem algumas formas de fazer um intercâmbio no Canadá e aperfeiçoar o seu currículo. Você pode ir estando ainda no ensino médio ou quanto tiver fazendo a sua formação superior.

Selecionamos os tipos de intercâmbio e como eles são ministrados no país de acordo com as informações de brasileiros que já estudaram no Canadá.

High School

intercâmbio no Canadá - high school

O High School requer que o estudante tenha pelo menos o inglês intermediário.

Em sua grande maioria, o intercambista vai para o Canadá enquanto está no segundo ano do ensino médio. Porém, você pode ir antes quando estiver no primeiro ano ou depois, no terceiro ano.

Um dos requisitos é que o aluno tenha entre 14 a 18 anos e sem reprovações no currículo escolar nos últimos três anos.

Em todas as províncias, os estudantes internacionais podem viajar e fazer esse intercâmbio que equivale ao nosso ensino médio. Cerca de 95% dos canadenses estão nas escolas públicas do país.

Entretanto, ao contrário de governos como o brasileiro e o dos Estados Unidos que pagam os custos da educação, no Canadá é diferente. O aluno terá que arcar os valores para se estudar em uma das escolas públicas.

Porém, na moradia, o governo canadense ajuda. Ele dá uma boa quantia em dinheiro para algumas famílias acolherem esses estudantes para que eles tenham segurança, se sintam bem e possam fazer o intercâmbio sem maiores problemas.

Nesse programa, o intercambista pode escolher o distrito e até 3 escolas que deseja, se tiver vaga, ele irá estudar lá.

Por outro lado, quando são escolas particulares, elas costumam ser religiosas ou que recebem um alto número de alunos de todo o mundo.

Neste caso, o estudante pode morar com alguma família ou em uma residência estudantil que se localiza na própria escola. 

As escolas das províncias de Alberta, Manitoba e Saskatchewan, por exemplo, são conhecidas pelo seu custo-benefício, mas poucos brasileiros escolhem esses lugares.

Ontário é uma das cidades que mais são procuradas para fazer o high school. Lá você pode aproveitar os dias e horários de descanso numa das maiores cidades do Canadá.

Nova Scotia e New Brunswick são os locais mais procurados por brasileiros e fará você se sentir mais em casa, mas ainda terá a experiência de um intercâmbio.

Você pode ficar por um semestre ou até mesmo por um ano. Mas para a segunda escolha, o certo é ir no início de setembro, que é a época que começa o ano letivo canadense. O valor do high school no Canadá é mais barato do que o dos Estados Unidos e isso o torna um atrativo. 

Esse intercâmbio não atrapalha o histórico escolar no Brasil. É preciso fazer a validação e cumprir disciplinas obrigatórias no Canadá que são matemática, educação física e inglês. Ainda é possível conciliar com as eletivas como as de web designer.

Escolas de idiomas

intercâmbio no Canadá - escola de idiomas

Já para o curso de idiomas, o Canadá oferece algo a mais, por ser um país bilíngue você pode aperfeiçoar o seu inglês ou o francês. Ou os dois ao mesmo tempo.

Você ainda pode morar em cidades onde a comunicação seja em francês como o Quebec e Montreal por exemplo, e estudar inglês na escola de idioma. 

Um outro atrativo em se fazer intercâmbio no Canadá é o seu inglês ser mais fácil na compreensão.

Enquanto nos Estados Unidos o sotaque regional pode se tornar característico e no Reino Unido é mais fechado, mais para dentro, no Canadá é mais suave, mais padrão e ótimo para quem está iniciando no idioma.

Cursos superiores

intercâmbio no Canadá - Universidade

Os cursos superiores canadenses são conhecidos por admitirem estrangeiros mais do que nas instituições dos Estados Unidos.

Na Universidade de Columbia, por exemplo, são destinadas cerca de 50% de vagas para pessoas que não são do Canadá.

A prova de admissão não é feita pelo SAT. O SAT é um exame como se fosse o ENEM brasileiro, ele é de nível nacional nos Estados Unidos e a partir dele, as instituições selecionam os candidatos. 

Porém no Canadá, isso não é necessário.  Você pode utilizar a sua própria nota do ENEM para ser admitido na instituição que deseja.

Existem outras formas de admissão, algumas faculdades tem o seu método de candidatura ou plataformas unificadas.

As faculdades costumam pedir histórico escolar, nota de exames e essas que são redações para explicar o porquê escolheu essa área e também porquê a universidade deve aceitá-lo.

Melhores instituições de ensino superior no Canadá

O Canadá tem quatro universidades listadas como as 100 melhores do mundo. A primeira é a de McGill University, localizada em Montreal, que está em 30º lugar.

A University of Toronto é a 32ª colocada. Um pouco mais abaixo, está a University of British Columbia na 45ª posição. Quase fechando o top-100, está a University of Alberta em 94º lugar.

Agora iremos falar mais sobre cada uma e te ajudar a escolher a melhor para a sua vida acadêmica e profissional.

McGill University

É a universidade mais bem ranqueada na lista das melhores do mundo. Seu curso de medicina é um dos mais reconhecidos e referência no país além de ter parceria com quatro hospitais da região.

Doze nomes ganhadores do Prêmio Nobel estudaram na McGill.

Possui 300 programas de estudos das mais variadas áreas. Recebe 40 mil estudantes, sendo 25% deles estrangeiros oriundos de 160 países e o Brasil está incluído nesta lista.

Ingresso e bolsas de estudo

O processo seletivo para a graduação precisa ser pago uma taxa de 100 dólares canadenses.

Os candidatos concorrem a uma ajuda de custo no valor de US$3 mil já no primeiro ano do curso. Esse auxílio pode ser renovado posteriormente como valores de US$3 mil, US$5 mil e também de US$10 mil.

Mais informações sobre os prazos e demais informações você encontra no site da McGill.

A admissão na graduação se deve à avaliação do histórico escolar, comprovar que é proficiente na língua inglesa através de exames como o TOEFL e o IELTS.

Atividades extracurriculares são essenciais para conseguir uma bolsa de estudos.

Os programas de pós-graduação tem as opções de MBA, mestrado e doutorado. Os documentos necessários são o diploma de sua graduação, histórico escolar e cartas de recomendação de pessoas que estiveram presentes e que possam comprovar a competência profissional do candidato.

O teste de proficiência em inglês também é pedido. Outros exames como o GMAT e o GRE são solicitados para quem for fazer o MBA.

Para conseguir outras formas de apoio financeiro da instituição, é necessário comprovar que precisa desse apoio, estar matriculado de forma integral no curso e pedir e aceitar a ajuda máxima da categoria que se enquadra.

A solicitação é feita por meio do Departamento da área escolhida.

University of Toronto

A segunda melhor faculdade canadense do mundo está localizada numa das cidades mais multiculturais do país.

Ela tem cerca de 91 mil alunos, sendo cerca de 72 mil em cursos de graduação e 19 mil na pós-graduação. Destes números, 19% são internacionais nativos de 163 países. 

Ingresso e bolsa de estudos

O processo seletivo para a graduação é feito através dos documentos como a conclusão do ensino médio, o histórico escolar e proficiência em inglês.

A instituição aceita as notas do ENEM, mas o candidato a aluno precisa ter tido um bom desempenho, principalmente na área de Matemática. 

Diferente de muitas, não existe a etapa de entrevistas seja online ou presencial.

O processo para a pós varia com o país de origem do aluno. Mas documentos como o histórico, o diploma e o teste de proficiência ainda são pedidos.

Brasileiros que pretendem estudar na faculdade nos cursos de mestrado terão que comprovar o diploma em bacharelado ou em licenciatura que mostram 4 ou 5 anos de estudo e notas acima de 7 ao longo do curso.

Para o doutorado, a conclusão em mestrado se faz necessária e desempenho acima de 8.

Para estudar na Universidade de Toronto na graduação, saiba que terá que desembolsar valores entre 39 mil a 61 mil dólares canadenses, isso sem contar outras despesas como moradia e alimentação.

Já na pós para os cursos relacionados à saúde, os valores podem chegar ou ultrapassar os 100 mil dólares. Entretanto, isso diminui para 40 mil em outros cursos.

A universidade oferece bolsas para ajudar os seus alunos. Os admitidos na instituição, precisam estar de acordo com os critérios impostos. As notas são um fator que ajuda o aluno a conseguir a bolsa e a manter.

Para estudantes estrangeiros, existe um programa de bolsa específico. O Lester B. Pearson tem o objetivo de integralmente os valores destinados aos estudos. Quem vai fazer o MBA também pode ter uma bolsa diferenciada.

O candidato solicita a bolsa que pode ser de 50 mil dólares canadenses ou até mais dependendo do desempenho do aluno. 

University of British Columbia

Conhecida pelo seu investimento em pesquisas.

A University of British Columbia é a terceira melhor instituição canadense do mundo. Por ano, a instituição destina mais de 660 milhões de dólares para financiar 9.500 projetos relacionados à pesquisa.

Os 65 mil alunos estão distribuídos nos cursos de graduação (54 mil) e pós-graduação (11 mil). Os estrangeiros vindos de 160 países fazem parte de 28% da graduação e 18% na pós.  

Com 243 cursos disponíveis, o aluno pode optar por áreas do âmbito social, ambiental, artes, sociedade, linguística, saúde, física, química, educacional, matemática e engenharia.

Ingresso e bolsas de estudo

Os interessados no curso de graduação para se candidatar devem selecionar até dois cursos de sua preferência para ingresso.

Após isso, o envio de documentos normalmente pedidos como histórico e diploma de ensino médio são requisitados. Fique atento ao site da faculdade que dirá o prazo final para essa entrega.

Por fim, os estudantes terão que fazer a inscrição no programa “Personal Prolife”, que é basicamente falar sobre todas as conquistas e experiências realizadas pelo aluno.

A instituição tem critérios que avaliam melhor como engajamento, consistência e liderança.

Porém na pós, o leque de possibilidades aumenta. A UBC foi a pioneira no Canadá que permitiu a interdisciplinaridade. Isso ajuda o aluno a estudar outras áreas diferentes do curso que está fazendo.

Para o doutorado, a instituição disponibiliza a busca por orientadores de acordo com palavras-chaves que tenham relação ao que será estudado. Mestrado e PHD estão distribuídos pelos campus da universidade.

Os brasileiros que queiram ingressar precisam ter um desempenho acadêmico de 8 em seu histórico. Diplomas e exame de proficiência são solicitados.

Ela ainda pede um statement of interest. que é uma carta de admissão demonstrando o porquê quer estudar em Columbia.

Os custos anuais de estudo giram em torno de 23 mil dólares, sem contar os demais gastos que serão feitos. Mas por outro lado, a universidade oferece bolsas de estudo.

Na graduação, os alunos para ganhar a bolsa devem ter boas notas e comprovar a necessidade financeira.

Para a pós, existem algumas bolsas listadas no site da própria instituição. Uma delas, a Vanier Canada Schorladips paga pelo governo canadense.

University of Alberta

Por último da nossa lista, está a University of Alberta. Ela preza pela educação mas também pelo bem estar de seus alunos.

Cada campus tem uma construção histórica e o de South Campus traz um ar rural para o estudante se sentir em casa.

Para quem quer falar em francês e aperfeiçoar o idioma, o campus de Saint-Jean é o indicado. Com alunos de 156 países, a instituição conta com cerca de 40 mil estudantes.

Os 200 cursos de graduação disponíveis são ministrados para 80% desse corpo de alunos e 20% nos 500 cursos de pós.

A área de pesquisa em Alberta é referência mundial. São investidos 500 milhões de dólares canadenses, Já fez mais de 800 acordos com instituições de todo o mundo relacionados à pesquisa e ao ensino. Ainda tem mais de 100 centros de pesquisa.

A universidade conta com cursos de verão e inferno. Além disso, oferece cursos de inglês para quem é intermediário ou quem quer algo mais específico, como comunicação ou escrita.

Ingresso e bolsa de estudo

O ingresso é um pouco diferente, você deve entregar documentos que sejam do histórico escolar, proficiência da língua inglesa e cinco disciplinas admissionais que vai depender do programa que vai escolher.

Você pode selecionar até dois cursos como sua opção.

As cinco matérias precisam ser comprovadas pelo International Baccalaureate, que é um programa mundial sem fins lucrativos que emite certificados.

O aluno faz algumas provas específicas e com esse certificado consegue se candidatar na admissão de cursos por todo o mundo.

Os valores a serem pagos na Universidade de Alberta variam, mas podem ser entre 39 mil a 40 mil dólares canadenses anuais. No entanto, ela possui diversos programas de bolsas de estudos. 

São 32 milhões destinados ao auxílio de estudantes estrangeiros para que eles possam se manter no Canadá e concluir os estudos.

Existe uma especificamente a alunos internacionais que estão em seu primeiro ano e com notas altas em sua admissão.

Quem faz transferência de uma instituição para Alberta também pode receber uma bolsa. Neste caso, os valores podem variar conforme a formação anterior, experiências e outros critérios.

Agora se não sabe qual bolsa fazer a solicitação, não se preocupe, basta fazer a inscrição que a própria instituição irá avaliar a ideal.

Outras bolsas de estudos

As bolsas de estudos no Canadá não se resumem apenas a essas universidades. Muitos brasileiros encontram outras formas de estudar e fazer intercâmbio no país. A seguir, veja alguns deles.

Universidade de Montreal

A UdeM disponibiliza bolsas de estudos para os cursos de graduação, mestrado e doutorado. Os benefícios a serem pagos depende do programa escolhido e da classificação final do candidato.

Porém, os alunos estrangeiros não terão bolsa integral, elas só cobrem os custos acadêmicos.

Na graduação a bolsa é de 2 mil a 11 mil dólares, a de mestrado é de 9 mil dólares e a de doutorado 19 mil dólares canadenses.

Os documentos de entrega são os usuais: histórico, exame de proficiência, diploma, recomendação e carta de intenção.

A instituição pede requisitos de já possuir visto canadense e não morar no país; estar matriculado em algum curso da universidade e não fazer uso de outras gratuidades relacionadas às taxas da matrícula.

Emerging Leaders in the Americas Program 

Para fazer parte do programa, o estudante da América Latina e do Caribe precisa estar com matrícula ativa em alguma universidade do seu país que tenha parceria com o projeto.

Para descobrir, o ideal é ir ao Departamento de Relações Internacionais/Assessoria de Relações Internacionais.

A inscrição deve ser feita junto com a faculdade brasileira que irá enviar a candidatura. As bolsas são destinadas à graduação, mestrado e a doutorado com duração de quatro a seis meses. 

São dois valores de bolsas, as de quatro meses serão pagos ao estudante 8.200 dólares, enquanto a de cinco a seis, 11.100 dólares canadenses.

O benefício inclui moradia, passagem aérea, seguro-saúde, visto e livros.

Muitas pessoas foram beneficiadas com a ELAP. Clique aqui para ver um vídeo onde ex-intercambistas brasileiros que fizeram parte dessa bolsa contam suas experiências e como proceder com a solicitação.

Summer Job

A Summer Job é destinada para aqueles que estão em busca de um estágio internacional.

O governo canadense é o responsável por esse programa e você consegue realizar um estágio de pesquisa em alguma instituição e ainda recebe por isso.

O candidato precisa ter 18 anos e estar matriculado no curso de graduação em alguma universidade participante do programa.

Ele cobre passagens aéreas, alimentação, hospedagem e seguro saúde. 

Os documentos necessários são a carta de recomendação, currículo e o histórico escolar.

Se clicar aqui, poderá ver um vídeo um pouco mais explicativo sobre o que se trata o Summer Job e como ingressar no programa.

Banting Postdoctoral Fellowship

O Banting Postdoctoral Fellowship tem como objetivo oferecer bolsas para os candidatos interessados e fazer com que eles fiquem no Canadá.

Os admitidos irão estudar e fazer pesquisas com as 70 bolsas de pós-doutorados oferecidas.

O programa tem duração de dois anos, mas não é possível uma renovação. A não ser por um motivo grave como morte de um familiar ou prestação de serviço militar.

O benefício é de 70 mil dólares canadenses anuais. 

Para se candidatar, é necessário ser em colaboração a universidade escolhida. Depois disso, um registro na Canadian Common CV e Research Net e fazer um currículo acadêmico.

Após isso, selecione a área de pesquisa que é dividida em ciências naturais e engenharia, saúde, ciências humanas e ciências sociais.

A documentação deve ser enviada na língua inglesa ou francesa.


As melhores escolas de idiomas no Canadá

Se o seu intercâmbio no Canadá não for voltado para o ensino superior, você precisará ir estudar na melhor escola de idiomas do país.

Por conta disso, reunimos as melhores disponíveis, seus métodos e outros benefícios que elas propõem.

EC English

A EC English é uma escola que está nas cidades de Toronto, Montreal e Vancouver. É uma das referências no ensino de inglês no exterior e está em seis países.

Seus professores são qualificados e procuram ensinar de forma coletiva.

A preocupação com o desempenho individual do aluno acontece e por isso, as aulas apresentam dinamismo possibilitando uma conversação e melhor habilidade na língua.

A escola apresenta várias modalidades de educação. Oferece exames, inglês para negócios e uma opção bilíngue em Montreal ensinando francês e inglês.

Ela disponibiliza cursos para maiores de 16 anos e para quem tem mais de 30 anos, fazendo com que você não se sinta deslocado na turma escolhida.

Kaplan International English

Com escolas em Montreal e em Toronto, a Kaplan International English também pode ser uma boa escolha para melhorar a conversação, compreensão e escrita do aluno.

Ela está presente em 8 países que falam a língua inglesa com 20 escolas, sendo uma das referências desta área.

Além disso, cerca de 96% de seus intercambistas recomendam a escola. Ela ainda possui um método de ensino próprio.

Isso permite observar e atender da melhor forma cada particularidade de seus alunos para que eles consigam alcançar a excelência no idioma estrangeiro.

Com 80 anos de história, a Kaplan International English recebe mais de 1 milhão de pessoas que fazem intercâmbio. Um outro diferencial é o modelo de preparo para quem deseja ingressar em alguma universidade canadense.

Quem tem mais de 30 não precisa se preocupar porque a escola tem cursos específicos e exclusivos.

ILAC (International Language Academy of Canada)

Na nossa lista está a ILAC. A escola é uma das mais premiadas no mundo porque  conta com 55 prêmios de excelência.

Por ano, ela recebe mais de 14 mil intercambistas de 75 países diferentes. 

Além disso, ela conta com o reconhecimento de 82 universidades do Canadá e o seu currículo para aprender inglês tem customização em parceria com a instituição de Oxford.

As turmas de alunos tem divisão em 17 níveis que são analisados o perfil e a idade deles para poder colocá-los nas turmas ideais.

As aulas são ministradas por professores nativos, o que facilita o intercambista em aprender da forma correta da língua.

Sua infraestrutura não deixa a desejar, possui salas de aulas modernas, laboratório de informática, refeitório e um lounge social.

ILSC (International Language Schools of Canada)

Localizada em Vancouver, Montreal e em Toronto, a ILSC é a queridinha dos brasileiros. De acordo com quem já fez seus cursos, a sua qualidade e a diversidade no aprendizado impressiona. 

Mas ela não oferece apenas o curso de inglês, o francês também é ensinado na escola. Ela está presente em três países e em sete cidades.

Possui 130 cursos e programas para que seus alunos possam sair de lá internacionais e falar o idioma perfeitamente.

Ela ainda oferece guias e programas turísticos pela cidade escolhida e salas modernas e lugares próprios destinados para a socialização. 

Global Village

A Global Village está presente nas cidades de Toronto, Victoria, Calgary e em Vancouver e é uma das melhores no quesito em ensinar inglês aos seus alunos.

Seu método de ensino é multicultural, pois ele inclui eventos, passeios e também atividades culturais.

Suas turmas são de no máximo 12 pessoas. Seus cursos estão distribuídos para testes preparatórios de proficiência além do  inglês geral.

MIILA (Montreal International Institute of Language Arts)

Mesmo localizada na parte francesa canadense (Montreal), a Milla oferece um dos melhores cursos de inglês no país.

Ela traz algo que muitas escolas não tem, possui residências familiares e residências estudantis para que o intercambista separe o mesmo tempo que tem na sala de aula, para praticar inglês fora dela.

Suas modalidades de cursos são o geral, e também os de winter camp e summer camp.

BLI (Bouchereau Lingua International)

Com a disponibilidade de aprender inglês e francês ou até mesmo as duas línguas ao mesmo tempo, a BLI traz ao aluno as quatro habilidades: audição, escrita, leitura e fala.

O aluno ainda consegue aprender o vocabulário e a gramática do idioma. 

Com aulas envolventes e dinâmicas, o intercambista finaliza o curso tendo a certeza que conseguirá se comunicar bem com os nativos em qualquer lugar. As turmas são divididas de acordo com o nível dos alunos.

No Canadá, ela tem duas escolas, nas cidades de Quebec e Montreal. Sua estrutura é totalmente voltada para o conforto do aluno.

Salas pequenas que comportam no máximo 12 intercambistas, cozinha, cafeteria e um laboratório de informática. 

Com mais de 40 anos de história, a BLI pode ser a melhor escola para você aprender inglês ou francês.

Quais documentos necessários para pedir o passaporte?

Tirar o passaporte é um dos itens mais importantes para conseguir viajar, principalmente para fora do país como o destino sendo o Canadá.  Para isso, você tem que fazer o pedido através da Polícia Federal.

Reúna os documentos de identificação e acesse o site da Polícia, sim, isso pode ser realizado de forma remota. É necessário estar regularizado com a Justiça Eleitoral e com o serviço militar.

Após isso, preencha o formulário online. Será gerado um boleto que precisará ser pago a fim de dar continuidade no processo. 

Existem três valores que você paga dependendo da situação.

  • A primeira  é a da taxa comum e cobra R$257,25.
  • O segundo caso é destinado para emergência e custa um pouco mais,  R$334,42.
  • O terceiro e último é quando ocorre a perda ou extravio do primeiro passaporte válido, totalizando um valor a ser pago de R$ 514,50

Os meios para se pagar são diversos. Pode ser por boleto, Pix, PagTesouro, boleto bancário, casas lotéricas ou no cartão de crédito. Depois do pagamento, poderá agendar  o atendimento.

Essa etapa do processo se dá presencialmente e tem a checagem das informações cadastradas e o recolhimento de dados biométricos. 

Cerca de 6 a 10 dias úteis o seu passaporte estará pronto. Você irá pegá-lo na mesma unidade de atendimento que fez a checagem das informações.

Lembre-se, em situações de não comparecimento para pegar o documento em até 90 dias, ele será cancelado.

Menores de idade precisam estar acompanhados dos pais ou responsáveis para terminar a solicitação do passaporte, porém na etapa do período presencial. Mas o adulto terá também de levar um documento que comprove que ele pode resolver assuntos relacionados ao menor.

O recomendado é solicitar o passaporte com bastante antecedência da viagem, pois ainda será preciso pedir o visto canadense. 

Como faço para ter o visto canadense? 

O visto é a sua porta de entrada para o Canadá. Sem ele, mesmo se entrar no país, será considerado um imigrante ilegal e se for pego, o governo pode te deportar e não permitir mais a sua entrada no país.

Diferente do visto para os Estados Unidos, o canadense é mais fácil de se obter. O norte- americano demora cerca de 251 dias (oito meses), até que consiga o ter e viajar para o país.

Em contrapartida, o visto para o Canadá pode demorar de 20 dias até três meses.

Contudo, existem sete tipos de vistos canadenses para quem deseja fazer intercâmbio no país.

Neste texto, iremos focar naqueles que são destinados para pessoas que pretendem estudar e até trabalhar quando conseguem conciliar com os estudos. Mas também há os vistos para negócios, para quem vai fazer escala no Canadá e também o de trabalho.

Para conseguir tirar qualquer visto canadense, você precisa entrar no site do Centro de Solicitação de Vistos (CVAC). Ele que tem a autorização dada pelo governo do Canadá para fazer o processo de qualquer visto para o país.

Visto canadense de turismo (Categoria V1)

Ele serve para você que vai viajar a turismo e a estudos que tenham duração máxima de até seis meses. Mas caso vá fazer negócios dentro deste prazo ele serve para essa função.

Permite a entrada no Canadá diversas vezes sem a necessidade de fazer outra solicitação de visto.

O seu pedido é via online e a emissão do visto fica disponível em torno de 15 dias, desde a data do requerimento. Se precisar estender o visto isso pode ser feito.

Basta pedir cerca de 30 dias antes da expiração de sua validade. 

eTA – Eletronic Travel Authorization

Esse é um visto mais específico. Ele é válido para as pessoas que possuam um visto americano ainda válido, que já tenham um visto canadense nos últimos 10 anos ou que tenham um passaporte de origem europeia.

Mas a entrada no Canadá com esse visto só é permitida via transporte aéreo. Além disso, seu pedido é bem simples e pode ser feito online.

É preenchido um formulário e após isso, se paga a taxa. A emissão do eTA demora cerca de 48 horas e sua validade é de 5 anos.

Visto de estudante (SX-1)

Se você ficar por 24 semanas em seu intercâmbio no Canadá, esse visto é o ideal. Sua validade é de acordo com o tempo de duração do curso que será estudado.

A previsão da emissão do visto nesta categoria é de apenas 15 dias.

Entretanto, fique atento. A instituição onde irá estudar precisa estar apta a receber alunos estrangeiros. O nome que se dá é o Designated Learning Institution (DLI).

Ela também deve fornecer aos seus candidatos o LOA (Letter of Acceptance) para a obtenção do visto.

O Letter of Acceptance é uma carta de aceitação que dirá que o aluno foi aceito naquela instituição para realizar seus estudos.

Ela costuma ser curta, direta e contém as informações necessárias sobre o programa acadêmico. A comprovação da matrícula facilita o processo de emissão deste visto.

Permissão de estudos (S-1)

Esse visto é concedido para as pessoas que irão estudar no Canadá em um período superior a 12 semanas.

Assim como no visto de estudante, a instituição de ensino que irá receber o aluno deve ser uma DLI.

As escolas, faculdades e instituições que oferecem curso de idiomas também precisam entregar ao aluno o LOA.

Contudo, esse visto canadense não permite que a pessoa possa trabalhar e estudar ao mesmo tempo enquanto reside no país.

Permissão para estudos e para trabalho (SW-1)

Ele é destinado especialmente para quem vai estudar um curso que tenha duração superior a 24 meses.

Neste caso, o intercambista pode solicitar esse visto comprovando que terá o estágio obrigatório (Co-Op) para os cursos de graduação ou pós.

O tempo de validade do visto será de acordo com a duração de seus estudos. O intercambista poderá trabalhar por até 20 horas semanais.

Depois do pedido de solicitação, ele pode demorar a ser emitido, cerca de 10 semanas dependendo da demanda dos requerimentos. 

Os vistos têm validade

É importante dizer que todos os vistos canadenses contém um prazo de validade. Portanto, é importante ver a validade de seu passaporte. O motivo é que eles nunca passarão o tempo de duração de seu passaporte.

Então, se ele estiver já próximo do fim, procure renová-lo a fim de conseguir ter acesso a duração total do visto. 

Mudanças no visto

Você pode entrar no país com um determinado visto e pedir para mudá-lo ao longo do tempo. Mas para isso, a solicitação não pode ser feita enquanto estiver em território do Canadá. 

Uma das opções é fazer esse pedido no país que tenha cidadania, no entanto, esse processo pode demorar mais.

A possibilidade mais rápida de conseguir a mudança de status, é enviar o pedido de forma online para Los Angeles, cidade dos Estados Unidos.

Agora se pretende pedir uma extensão de visto, sem mudar a categoria, não terá problemas. Pode fazer isso em território canadense.  

Dicas para não ter o visto negado

Antes de mais nada, saiba que pedir um visto para entrar em qualquer país requer paciência porque pode ter vários processos e isso pode demorar mais do que o esperado. No Canadá não será diferente.

Então faça essa solicitação com antecedência para que isso não atrapalhe a sua viagem!

Observe todas as categorias de visto e escolha a melhor opção para o seu intercâmbio no Canadá.

O oficial designado para essa função fará uma avaliação dos motivos da viagem e se o pedido está adequado. Mas se não estiver, ele poderá negar o visto. 

Durante as perguntas a serem respondidas, seja verdadeiro, fale o real motivo porque o governo canadense possui critérios bem rigorosos para estrangeiros.

Durante o processo, guarde todos os comprovantes, seja de pagamento ou de protocolos.

Guardando em um lugar seguro, você terá provas de que realizou todas as etapas pedidas. Além disso, em algum momento o oficial pode pedir esses papéis e é sempre bom ter em mãos.

Veja o estado e a validade de seu passaporte. Para se ter o visto canadense, o passaporte deve ter uma validade de no mínimo seis meses.

Problemas de inelegibilidade ou até danificado serão um fator de não permissão ao visto. 

Se o seu documento apresenta isso, peça um novo. Fique atento aos prazos, comprove que terá condições financeiras enquanto reside no Canadá. Mensalmente, os gastos podem ser de 2 mil a 4 mil dólares canadenses ou mais.

Isso vai variar muito da cidade que irá viver nesse período e os demais custos da viagem. 

Separe todos os documentos em uma pasta e reúna os papéis que irão comprovar o seu intercâmbio no país.

Algumas doenças como hepatite, HIV positivo, diabetes e doenças autoimunes podem fazer você ter seu visto negado caso fiquem mais de seis meses.

Isso porque são condições de saúde que precisam de um tratamento contínuo e que demandam um bom aporte financeiro. 

Mas mesmo se você não for portador dessas doenças, o governo canadense pede alguns exames como urina, fezes e sangue.

Para isso, o intercambista terá que marcar uma consulta com um profissional cadastrado pelo consulado canadense e apresentar os exames. 

É natural ficar perdido durante esse processo. Uma última dica é contratar uma agência especializada na área para auxiliar em toda tramitação do pedido, o que pode garantir a permissão do visto.

Qual é a melhor época do ano para se viajar para o Canadá?

O ano letivo canadense começa no mês de setembro e termina em maio. São divididos em dois semestres e as férias de verão são nos meses de julho e agosto.

Então veja qual a melhor época do ano para a sua viagem e se programe.

O verão canadense é característico pelas suas altas temperaturas. Sua média é de 27ºC mas tem cidades como Toronto, que chegam a marca de 43ºC e Vancouver que pode medir 33ºC. As cidades mais ao norte do Canadá possibilitam dias mais quentes.

Outra marca deste período é a duração de seus dias, o sol nasce por volta das 5h e se põe às 21h.

Isso pode facilitar em aproveitar melhor o intercâmbio, estudar, ir à praia, fazer trilhas, ir a algum evento ao ar livre ou até mesmo trabalhar depois e aproveitar a noite com os novos amigos. 

O preço da viagem pode sair um pouco mais caro por ser alta temporada, além de ser o período das férias escolares.

Por outro lado, o inverno no país pode ser rigoroso. De forma oficial ele começa no dia 21 de dezembro, porém já em outubro, a temperatura começa a cair aos poucos. A estação do ano traz neve em dezembro e termina em março.

Ele é marcado pelas baixas temperaturas que podem chegar a -30ºC.

Sendo assim, se o seu intercâmbio no Canadá for nessa época, aproveite para poder esquiar no Parque Nacional de Banff que fica na província de Alberta.

Existe também o Canal Rideau, localizado em Ottawa. Ele é próprio para patinação no gelo, pois seu lago que tem quase 8KM de extensão fica completamente congelado, sendo a maior pista para isso.

Os festivais de inverno estão espalhados em todo o país e são boas escolhas para aproveitar quando ainda estiver fazendo o seu intercâmbio.

Se for viajar entre janeiro e março saiba que poderá ver um dos melhores espetáculos da natureza: a Aurora Boreal em Whitehorse, na cidade de Yukon.

A primavera é de baixa temporada e os preços de hotéis e passagens aéreas costumam ser mais baratos. Ainda vai estar um pouco frio para nós brasileiros acostumados com essa estação já chegando na casa de 30ºC ou mais.

No entanto, em abril é conhecida por suas chuvas, o que pode dificultar passeios ao ar livre. As salas de aulas ficam mais vazias, então conseguir uma vaga nas escolas de idiomas fica mais fácil.

O verde do ambiente começa a aparecer, a neve vai sumindo e uma boa dica é o Festival de Tulipas em Ottawa que acontece em maio. E o melhor, ele é gratuito, mas há algumas atividades no festival que precisa pagar.

O outono também traz preços mais acessíveis, a época de setembro e outubro tem temperaturas mais amenas e boas para a viagem ao Canadá. Visitar parques e ver as folhas de outono proporcionam uma linda experiência.

Custo de vida no Canadá

Para fazer um intercâmbio no Canadá é necessário separar uma boa quantia de dinheiro porque saiba que os gastos serão vários.

Para se tirar passaporte e um visto por exemplo, você pode ter que pagar cerca de R$ 1.000,00

Fazer um seguro saúde é de extrema necessidade caso aconteça algo de emergência no país, existem planos que variam de R$31,00 a mais de R$1.000,00.

Mas por outro lado, transitar pelas cidades do país é de graça. O transporte público para universitários é gratuito.

O valor dos preços é algo que atrai, o Canadá faz parte do bloco econômico norte-americano da NAFTA. Essa proximidade com os EUA facilita em encontrar produtos com preços baixos mas ainda com uma alta qualidade. 

Em contrapartida, o polo industrial canadense é relativamente menor se comparado com o dos Estados Unidos, que é referência ao “sonho americano”.

Mas a taxa de desemprego por lá é baixa então a disputa por uma vagas de altos cargos será menor.

O país é gelado, sua cidade mais quente é Vancouver que pode chegar a temperatura de 20ºC, uma realidade bem diferente ao que temos no Brasil.

Tenha a preferência em comprar casacos de frio no Canadá porque os que são vendidos aqui podem não ser o suficiente para espantar o frio.

O valor do intercâmbio relacionado às escolas pode variar, vai depender de quanto tempo e qual escola irá escolher. A cidade que vai morar, sua alimentação, moradia e dentre outras coisas.

Em um mês o gasto pode ser por volta de R$16.250,00 enquanto uma viagem de seis meses pode custar cerca de R$45.500,00.

As passagens aéreas não são baratas. A companhia AirCanada é a única companhia aérea que oferece voos diretos do Brasil para o Canadá. Os preços variam de R$2.000,00 até mais de R$20.000,00 dependendo do destino da cidade.

As melhores agências de viagem

Para viajar sem maiores transtornos, o melhor é contratar uma agência de viagens. Aqui, selecionamos as melhores no ramo de intercâmbio voltado para a educação.

STB (Students Travel Bureau)

A STB foi criada em 1971 e é consolidada no mercado por ter 50 lojas espalhadas pelo Brasil.

Os brasileiros que já fizeram uso do serviço, relatam que a empresa oferece diversos cursos e programas que se adequam com a necessidade de cada intercambista.

Ela possui vários certificados de excelência como “Prêmio TOP Educação” (2015), Selo IAPA – The International Au Pair Association, Selo Felca Accredited, Selo International Association of Languages Centres (2022).

Esse último selo comprova que a escola apresenta bons níveis de profissionalismo e uma excelente experiência de aprendizagem. A agência oferece promoções e seguro viagem para quem fechar negócio com ela.

Beeducation

Essa agência já tem 15 anos de experiência e tem cursos desde cunho social, até trabalho e estudo no Canadá e outros países.

Ela tem selos de excelência de Selo Belta e o Selo English Quality.

A empresa auxilia em forma de consultoria desde qual o melhor destino para ir, melhor programa de educação, como tirar o visto e outros documentos, seguro viagem e outras áreas necessárias para se viajar.

IE Intercâmbio

A IE Intercâmbio é outra agência que apresenta um dos melhores serviços para brasileiros. Além do Canadá, ela dispõe de outros destinos com o objetivo educacional.

Ele oferece programas teen, high school, graduação, de trabalho e de idiomas.

Ela possui muitos certificados que corroboram a sua confiabilidade para viajar.

Tem certificados como Eleita melhor agência da América Latina pela Study Travel (2017), Selo ICEF Agency, Prêmio de melhores franquias de 2021 pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, Selo International Association of Languages Centres (IALC), e etc.

Encontre brasileiros que já estão no Canadá

Viajar para um país desconhecido não é uma das tarefas mais fáceis.

Contudo, você pode encontrar outros brasileiros que já estejam morando ou que fizeram ou ainda irão fazer um intercâmbio no Canadá.

Por isso, separamos alguns grupos nas redes sociais para que você possa tirar dúvidas, saber de algumas experiências e compartilhar informações.

Facebook

Instagram

O governo canadense possui uma conta oficial no instagram onde publica informações sobre vistos, emprego e outros itens necessários para se fazer uma viagem ao país.

Onde morar durante o intercâmbio no Canadá?

Saber onde morar no Canadá requer muitas pesquisas para encontrar o lugar ideal e que não seja muito caro. Veja alguns lugares que podem ser a sua moradia durante a estadia.

Homestay. International Experience Club

A Homestay é uma hospedagem familiar para viajar ao Canadá. Você encontra esse serviço em cidades como Quebec, Manitoba, Ontário e dentre outras.

Aqui tem residências para menores de idade que precisam viajar com seus tutores, apartamentos compartilhados e residência estudantil.

Os valores variam de acordo com o que for escolher mas as acomodações contam com WI-FI, TV, aquecimento, quarto com tranca, refeições, suite, alarmes de incêndio, centros fitness, salões sociais, ar-condicionado e fechaduras econômicas inclusas conforme o serviço selecionado.

Take me Home

Para quem for fazer intercâmbio em Edmonton, a Take me Home oferece planos econômicos com direito a translado, assessoria para serviços como abertura de conta e moradia com luz, água, gás e internet já prontas para uso.

A empresa ajuda na realização de compras, em seguros, apoio na contratação de aluguel e no que for preciso para que o cliente consiga se instalar bem na cidade.

Airbnb

A Airbnb é uma das referências no mercado e oferece serviços de aluguel para casas, apartamentos e hotéis em todo o mundo e também no Canadá.

Você pode selecionar planos de hospedagem por temporada, por semana e diários.

A busca pelo site da empresa é bastante ampla e acolhe todos os gostos, cidades canadenses sejam elas perto de lugares históricos, nas regiões mais rurais ou mais próximas de praias. Seus valores variam de acordo com o pedido.

Booking.com

A Booking tem o objetivo de oferecer acomodações para quem vai viajar para o Canadá. No site você encontra lugares para morar em hotéis em várias cidades canadenses.

Você ainda encontra avaliações de quem já teve a experiência e o feedback dessas pessoas.

A empresa também lista os 10 melhores hotéis, nas principais regiões do país e dos mais variados preços.

Por que fazer um intercâmbio no Canadá?

Aqui reunimos de forma resumida os prós em se fazer uma viagem para o Canadá com o objetivo de intercâmbio.

Ir para o país do continente norte-americano irá lhe oferecer muito mais do que melhorias na conversação, leitura e escrita de outro idioma.

As diversas culturas que formam o Canadá dentre outras coisas, fazem com que ele seja uma excelente opção para quem quer aprender mas também aproveitar tudo que o país possa dar.

  • Ótima qualidade de vida;
  • Um país seguro;
  • Tem algumas das melhores instituições de ensino do mundo em 2023;
  • Gastronomia rica;
  • Multiculturalismo;
  • População acolhedora;
  • Pontos turísticos;
  • Pode estudar e trabalhar enquanto estiver no Canadá;
  • Custo de vida mais barato e acessível;
  • Uma forma de aperfeiçoar uma língua estrangeira e o currículo.

Download Gratuito

Cronograma Autodidata Para Aprender Inglês Básico Em 34 Dias

Baixe agora clicando no botão abaixo
DOWNLOAD NOW

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Download Gratuito

Cronograma Autodidata Para Aprender Inglês Básico Em 34 Dias

Baixe agora clicando no botão abaixo
DOWNLOAD NOW
close-link
(Grátis) Baixe o E-book Inglês em 34 Dias - Cronograma Autodidata
Baixar Ebook
close-image