Intercâmbio em Malta: tudo o que você precisa saber

A Ilha de Malta é um dos lugares ideais para quem quer unir intercâmbio, beleza natural e excelentes lugares para visitar. 

O seu clima é bastante agradável, diferente dos demais países do Velho Continente.

Seus dias no verão costumam ser ensolarados com temperaturas chegando em torno de 40ºC.

Já no inverno pode chegar a 10ºC. É um frio que o brasileiro não está acostumado, mas não se compara com o clima em outros países europeus como a Inglaterra.

Infelizmente, não existem ainda muitos voos diretos do Brasil para Malta.

Para a viagem do seu intercâmbio no país ser mais fácil em termos de voo, você terá que realizar escalas em outras cidades europeias. Madrid, Frankfurt, Roma, Paris, Londres e Porto são algumas dessas opções.

A fim de facilitar a sua viagem, o recomendado é embarcar nos aeroportos de São Paulo e do Rio de Janeiro. Isso porque as cidades possuem alguns dos principais aeroportos internacionais do país.

intercâmbio em Malta

Localização e diversidade cultural

O arquipélago de Malta fica apenas a 93km da Itália. O país é um dos menores do Velho Continente e conta com uma população de 450 mil habitantes.

A sua localização é no Mar Mediterrâneo e só alcançou a independência em 1964. Antes disso, ela já foi dominada por árabes, ingleses e espanhóis.

É um conjunto de cinco ilhas, contudo, a Ilha de Gozo e a Ilha de Comino são as demais ilhas que compõem o arquipélago com pessoas morando ou as visitando, mas a de Malta é a mais povoada e também a mais conhecida. 

Em seu intercâmbio, você irá perceber a proximidade de uma cidade para outra. Isso porque com os seus 315km² de extensão, suas cidades são menores que muitas brasileiras, por exemplo. 

O povo maltês é conhecido por ser um dos mais generosos, cerca de 80% deles fazem algum tipo de filantropia. Mesmo com alta influência cultural dos demais povos que invadiram no passado seu território, Malta resiste com a sua cultura.

Eles possuem uma música folclórica tradicional do seu país utilizando acordeões e violões na sua composição.

Sua arquitetura tem palácios e outras construções antigas que foram construídas por grandes blocos de rochas feitas de calcário.

O catolicismos está bem presente no dia a dia da população mas também em construções como a Catedral de São João. O neoclássico se mistura com a arte barroca proporcionando beleza e história. 

Parecido com o Brasil, Malta também comemora o Carnaval. É uma das festas mais populares por lá que reúne baile de máscaras e concursos de fantasias.

Se você gosta de surfar, o país será um dos destinos ideais para isso. Você conseguirá unir a beleza local com altas ondas.

É um povo que aprecia o silêncio, salvo em regiões de bares, restaurantes e casas noturnas que essa regra não é seguida.

Sua culinária é influenciada pela comida espanhola, siciliana (italiana), inglesa e provençal.


As melhores cidades de Malta

Ir para um intercâmbio em Malta não quer dizer que é só para os estudos.

Enquanto estiver no país, conhecer novos lugares vai agregar a essa experiência única que estará tendo.

Por conta disso, reunimos algumas das melhores cidades do país europeu para você se hospedar ou visitar.

ST. Julians

intercâmbio em malta: ST. JULIANS

É a cidade que mais contém alunos devido a sua concentração de escolas de idiomas e acomodações estudantis.

Além disso, a rua mais conhecida pelas melhores festas de Malta está ali, a Paceville.

Você ainda pode aproveitar o lazer aquático, seja nas praias da cidade, no parque aquático de Bugibba Water Park ou no Aquário Nacional de Malta.

Valetta

intercâmbio em Malta: Valetta

É a capital do país e você terá a oportunidade de conhecer museus, alguns dos melhores restaurantes e jardins existentes na região.

Boa parte dos ônibus de Malta passam pela cidade.

Com mais de 400 anos desde a sua fundação, Valetta foi considerada pela UNESCO desde 1980, como patrimônio mundial de Malta.

Sliema

Silema

É uma cidade pequena, mas que possui a maioria dos hotéis e acomodações. Por isso, possui um alto potencial econômico.

Ela oferece uma grande oportunidade de fazer atividades físicas por ter um calçadão à beira do mar.

O The Point, um dos principais shoppings de Malta fica nesta cidade.

A cidade também tem uma vida noturna agitada, assim como ST Julians. Além disso, se encontra facilmente bares e restaurantes pelas suas ruas.

Marsaxlokk

Marsaxlokk

É uma cidade genuinamente composta por pescadores sendo uma vila de pequena extensão territorial.

A região fica um pouco distante das escolas de idiomas, então ela é ideal para fazer uma visita num dia de domingo.

O motivo é que nestes dias acontece uma feira tradicional que vende peixes, frutos do mar, artesanato, souvenirs, plantas e comidas prontas.

Uma outra atração da cidade são os seus barcos coloridos que ficam atracados nos cais. Suas cores são amarelo, azul e vermelho.

A tradição local diz que eles representam a divindade de Osíris, um deus do Egito e que ele estaria os protegendo do mar imprevisível e de afastar a má sorte.

Infraestrutura maltesa

Por ser um país pequeno, era de se esperar uma facilidade em sua infraestrutura, mas Malta traz consigo a sensação de um país com maior extensão territorial do que ele realmente possui.

Suas ruas são muito bem pavimentadas, somando-se com um transporte público que atende o seu passageiro.

O transporte traz ainda segurança, uma boa fiscalização e acessibilidade aos seus pontos turísticos. Pessoas que possuem algum tipo de deficiência não terão problemas na viagem.

Isso porque, o país traz meios de acesso fácil para que as pessoas não encontrem conflitos em desfrutar de cada parte de Malta.

Viajar para outros países europeus não é um empecilho, as passagens aéreas costumam ser baratas. O país não possui trens, para circular em Malta os meios mais usados são ônibus e ferries.

Os ferries são uma espécie de balsa que se usa para o transporte de pessoas e de veículos em águas mais rasas. Em Malta ele também tem o objetivo de facilitar o acesso entre as ilhas. 

Como funcionam os ônibus em Malta?

Os residentes de Malta podem ter gratuidade ao usarem os ônibus desde outubro de 2022, mas isso só é possível se tiverem o cartão Tallinja.

No entanto, turistas e intercambistas que ficarão por menos de três meses, conseguem pagar menos.

As tarifas de ônibus variam conforme a temporada. Na baixa temporada (outubro até junho)  o valor que será cobrado é de 1,50 euros, enquanto na alta (junho até outubro), de 2,00 euros.

No período da noite não há alterações de acordo com a temporada, porém deverá ser pago 3,00 euros.

Vale ressaltar que toda passagem comprada será dada um ticket que terá validade de duas horas.

O governo maltês institui cartões diferentes para o uso nos ônibus a fim de facilitar o deslocamento de quem está no país.

Tipos de cartões de ônibus:

  • O Explore tem validade de 7 dias contendo viagens ilimitadas. Para obtê-lo, deverá ser pago 21 euros, as crianças podem também ter esse cartão mas o seu valor será de 15 euros.
  • Já o Explore Plus é mais completo e mais caro, por 39 euros você o adquire. Os serviços adicionais inclusos nele são: mais duas viagens disponíveis utilizando o ferry de Valletta, uma viagem de barco até a Ilha de Comino ou um turismo guiado com áudio por meio do ônibus Sightseeing.
  • O Single Day Journey é pago 15 euros e dá a possibilidade de realizar 12 viagens. Por não ser pessoal, pessoas de sua família ou amigos podem utilizá-lo sem o maior problema. Existe uma outra versão que dá direito a 6 viagens de ida mas na parte da noite pelo mesmo valor de 15 euros.
  • O Special Student Offer é adquirido por 55 euros e tem um diferencial, ele não expira. Você pagará por viagem, o valor de 0,75 cents. Além disso, no período de duas horas poderá usar vários ônibus sem ser cobrado novamente uma taxa. 

A primeira recarga é obrigatória por 30 euros, após isso, você só precisa recarregá-lo quando acabar os seus créditos.

Você encontra os cartões para compra em lojas de conveniência espalhadas pelo país e em quiosques da própria Malta Public Transport.

Ainda pode fazer uma solicitação online, porém, é preciso comprar com um cartão.

Outros meios de transporte em Malta

Porém, caso tenha a preferência em alugar um carro, não sairá caro: a diária desse serviço pode ser encontrada por cerca de 20 euros.

Ou então pode fazer uso de serviços de aplicativo. Em Malta não existe Uber, mas há empresas que prestam serviços parecidos como a Taxify e Ecabs

O país não possui ciclovias, então andar de bicicleta por lá é bem raro. Existem pessoas que fazem esse tipo de atividade, mas as ruas do país, em sua grande maioria, são estreitas e você pode ter dificuldade de locomoção nesse quesito.

Segurança em Malta

Infelizmente, estamos acostumados com uma alta taxa de violência em nosso país, mas em Malta isso é diferente.

Os números de crimes no país europeu são baixos e muito se deve pela boa qualidade de vida com salários satisfatórios e uma das menores taxas de desemprego.

Se você for mulher, pode-se sentir segura.

Mesmo se quiser ir para uma balada e retornar tarde para o hotel ou casa que estiver hospedada, será mais tranquilo. Além do mais, a distância percorrida entre esses lugares provavelmente será menor, evitando maiores conflitos.

Como obter o visto para sua viagem?

Normalmente, para viagens que duram menos de 90 dias, não há a necessidade de pedir um visto para ingressar em Malta.

Para ter o visto de estudante você pode fazer já dentro do país. A taxa a ser paga é de 106,00 euros.

Ao chegar ao país, precisa ter em mãos a carta de aceitação de sua escola ou instituição de ensino, com a validade de até 90 dias. 

O documento deve ser entregue a imigração maltesa, junto com um comprovante de sua passagem de volta que precisa estar também nesse período de três meses.

A mudança do visto de turismo para o de estudante demora um período de 4 a 6 semanas.

Nesse primeiro momento, o visto que receberá será o de turismo.

Se a sua estadia é de mais de 90 dias, é necessário que faça o pedido de mudança do visto até os primeiros 21 dias em Malta.

Quais são os documentos necessários para o visto de estudante?

Para pedir esse visto de estudante, você precisará de:

  • Um passaporte válido por até três meses após o intercâmbio;
  • Formulário de Schengen preenchido, assinado e já com as fotos anexadas;
  • Pagamento da taxa;
  • Seguro médico internacional com uma cobertura mínima de 30 mil euros;
  • Comprovação de passagens aéreas para o retorno ao Brasil;
  • Comprovante de hospedagem, seja em hotel, casa de família ou outro lugar;
  • Provar que terá condições financeiras suficientes para se sustentar (em torno de 30 a 60 euros por dia), se for patrocinado (responser) por alguém, deverá enviar uma carta em inglês junto com os dados bancários dessa pessoa;
  • Documento de matrícula da instituição de ensino;
  • Comprovação que tem a qualificação acadêmica necessária para o curso;
  • Comprovar a vacinação contra a Febre Amarela.

Todos esses documentos precisam estar em inglês ou com uma tradução autenticada. 

No Brasil, não existe ainda embaixada ou consulado de Malta. Caso queira a extensão do visto, será preciso fazer o mesmo processo e com os mesmos documentos.

Posso trabalhar e estudar em Malta?

Sim, desde 2018 o governo local permite que quem faz intercâmbio em Malta realize essas duas funções. No entanto, para conseguir, é necessário que ele esteja estudando no país por mais de 12 semanas. 

Além disso, a carga semanal de trabalho não pode ultrapassar 20 horas e a do curso precisa ser de, no mínimo, 15 horas semanais.

O processo para isso acontecer é a seguinte: primeiramente o aluno já deve estar matriculado numa instituição de ensino antes de embarcar para seu intercâmbio para Malta.

Ao chegar no país, em um espaço de 14 dias, deve ser solicitada a extensão de visto para o National Long Stay Visa, o D-Visa. A validade dele será até o fim de seus estudos mais sete dias. 

Na sequência, é a hora de procurar um emprego em Malta.

Ao conseguir, você deve pedir uma permissão de trabalho. A primeira solicitação é feita de forma presencial na Central Visa Unit, que é a central de vistos em Malta. A taxa de visto a ser paga é de 100,00 euros.

Quais são os documentos necessários para o visto de trabalho em Malta?

Para pedir o visto de trabalho, você precisará de:

  • Duas fotos do tamanho da que está no passaporte;
  • Formulário preenchido;
  • Passaporte original;
  • Comprovar que terá renda suficiente durante o intercâmbio;
  • Matrícula do curso, com a prova das mensalidades e sua duração;
  • Cópia das páginas do passaporte;
  • Comprovar acomodação em Malta;
  • Seguro saúde;
  • Comprovar as passagens aéreas de retorno quando terminar o curso;
  • Comprovar a proficiência em inglês, caso esteja num curso superior.

Já a permissão de trabalho deve ser feita no Jobsplus, que é o departamento responsável em organizar e regularizar o serviço público.

Lá deve ser preenchido um formulário de aplicação com dados do empregador em questão e também do trabalho a ser realizado.

Neste caso, são pagas duas taxas, uma de 150,00 euros e após a liberação da licença, outra de 80,00 euros.

A demora do processo dura cerca de 4 a 6 semanas, então o ideal é que adiante o máximo possível os pedidos de extensão do visto e da permissão de trabalho.

Você consegue conciliar melhor essas duas funções se estiver estudando em uma escola de idiomas devido a carga horária ser menor.

O estudante menor de idade de 16 a 17 anos, pode trabalhar, porém ele deverá possuir uma autorização dos pais ou responsáveis.

Preciso estar vacinado?

Sim, para fazer um intercâmbio em Malta é necessário estar com a vacinação contra a Febre Amarela em dia.

Para se vacinar, basta procurar uma unidade de posto de saúde mais próxima de você. A documentação para isso é de apenas uma carteira de identidade.

A vacina é de graça e não precisa marcar hora. Mas se preferir, pode fazê-lo nas redes privadas de saúde. 

Quem já tomou duas doses antes de completar os 4 anos de idade ou uma dose depois dos 4 anos, não precisa se vacinar novamente. Isso porque a proteção dura a vida toda.

Após isso, será necessário tirar um Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Ele serve como um documento para comprovar a sua vacinação em relação a determinadas doenças ao entrar nos países que exigem a proteção.

Como conseguir o CIVP

Para as pessoas que tomaram após 30\12\2022, conseguirão o certificado através do Conectsus, mas para isso, a rede de saúde da qual se vacinou precisa enviar o registro para o Ministério da Saúde.

Caso não esteja disponível por meio do ConectSus, será preciso preencher um formulário pedindo o certificado. Você consegue fazer isso através do Portal de Serviços do Governo Federal 

O certificado dura para a vida toda sem ter a necessidade de pedir alguma renovação. É essencial que tome a vacina 10 dias antes de embarcar para o seu intercâmbio em Malta.


Intercâmbio de idiomas em Malta

A língua oficial do país é a maltesa, entretanto, a co-oficial é o inglês.

Com isso, Malta serve como um dos destinos mais viáveis para quem pretende fazer intercâmbio para aprender ou aperfeiçoar o inglês.

Agora falaremos de algumas das melhores instituições voltadas para o idioma nesse país do Velho Continente.

Ace English Malta

Localizada na cidade de ST. Julians, a Ace English Malta é uma escola de idiomas que tem o objetivo de ensinar ao seu aluno, entregando uma qualidade na metodologia dentro de um ambiente acolhedor.

As aulas são interativas com os professores praticando a conversação inteiramente em inglês, para que os estudantes consigam se familiarizar mais rápido com a língua.

Os cursos estão divididos em adultos, adolescentes, famílias e crianças, grupo, inglês para negócios e preparação para exames.

Com diversas certificações das quais indicam qualidade, a instituição de ensino é uma das opções ideais para o seu intercâmbio em Malta.

A escola ainda auxilia o aluno a encontrar a melhor forma de hospedagem, seja em apartamento, hotel ou numa host family.

EC English

Criada em 1991, a EC English é reconhecida como sendo uma das maiores escolas de idiomas que existem em Malta. Ela oferece quatro tipos de cursos: geral, inglês acadêmico, inglês para negócios e pathway universitário.

Intercambistas com mais de 30 anos podem estudar na escola sem problemas. Isso porque ela tem programas voltados para essa faixa etária com o objetivo de entregar a melhor qualidade de ensino.

A escola dá a chance do aluno de realizar um depósito e quitar o restante em até duas semanas antes da viagem.

Você também pode alterar as datas do programa duas semanas antes de iniciá-lo, sem custos extras.

International House

Com 70 anos no mercado, a International House é mais uma das escolas que pode fazer seu intercâmbio para Malta. Ela tem disponível em Malta os cursos de preparação para exames, para jovens adultos, corporativos e empresariais.

A instituição ainda é fiscalizada regularmente para que o nível de sua qualidade não caia e também para descobrir a satisfação dos alunos e dos funcionários da empresa.

O ambiente é agradável e funcional com o objetivo de garantir a melhor forma do aluno de aprender tudo que precisa para poder usar o seu inglês posteriormente.

Educação básica em Malta

Crianças e adolescentes que irão viajar para Malta por menos de três meses não poderão se matricular em uma High School do país.

Só será possível se a família do adolescente tiver uma permissão de moradia ou um contrato de trabalho, ou seja, seus pais ou responsáveis precisam estar regularizados na ilha.

O registro para a matrícula deve ser realizado no Ministério da Educação de Malta, localizado em Floriana.

Precisa ter em mãos documentos como:

  • certidão de nascimento,
  • histórico escolar,
  • carteira de vacinação,
  • passaporte ou id card,
  • documento de custódia (quando os pais ou responsáveis são separados)
  • e o contrato de aluguel ou o blue paper.

Com  a matrícula já feita, o aluno no ano letivo posterior já terá garantida a sua rematrícula, pois ela é automática.

As crianças serão matriculadas nas escolas mais próximas de suas casas, contudo, podem pedir para estudarem perto do trabalho de seus pais ou responsáveis.

Não existem dois turnos em Malta, ou seja, as crianças irão estudar em apenas um turno. O ensino no país é dividido em quatro partes, mas só duas delas são obrigatórias.

Kindergarten 1 e 2

É como se fosse o jardim de infância brasileiro.

Ela não é obrigatória, porém precisa de matrícula prévia entre os meses de outubro até fevereiro. São aceitas crianças de 3 a 5 anos de idade.

Primary School

Ela é obrigatória e crianças de 6 a 10 anos são alfabetizadas nesta fase.

Os pais podem escolher as matérias que seus filhos irão estudar, matemática, maltês, inglês, ciências, artes, estudos sociais, ética, religião ou ética.

Secondary School

O secondary school também é obrigatório e nesta fase é destinado de 11 a 16 anos. Nele, meninos vão para uma escola enquanto meninas irão para outra. 

Aqui além das matérias estudadas no secondary school, as crianças ainda poderão aprender geografia, história e uma terceira língua como italiano, francês ou alemão.

Junior College/High School

Ele é voltado para preparar os adolescentes para a universidade das quais queiram estudar. A partir dos 16 anos, pode-se fazer essa fase, mas ele não é obrigatório.

Requisitos do High School

  • Ter entre 16 a 18 anos;
  • Estar cursando o ensino médio;
  • Inglês intermediário e que se possa comprovar ou proficiência na língua maltesa (algumas regiões como no sul da ilha, as matérias são ministradas em maltês);
  • É importante ter uma boa saúde física e mental.

    Caso tenha asma ou diabetes, por exemplo, que são doenças crônicas, é importante fornecer o máximo de informações.

    Agora se teve problemas graves de teor físico ou mental, é necessário que o seu médico garanta que conseguiu se recuperar em pelo menos 18 meses antes do início do ano de seu intercâmbio.

Como funciona o High School em Malta

O ano letivo em Malta é diferente do que estamos acostumados no Brasil. Ele começa no final de setembro e é finalizado no final de junho. A carga horária é de 8h30 da manhã até às 14h30 da tarde.

O horário do almoço ou lanche é a partir de 12h.

É necessário levar a alimentação e até água porque muitas escolas não possuem bebedouros. Mas na alimentação existem restrições. Alimentos como salgadinhos, nozes, chocolate, frituras e sucos costumam ser proibidos.

O normal é ser levado água, frutas, sanduíches, biscoitos de água e sal. Às vezes pratos como macarrão, ovos e saladas também são consumidos sem problemas.

Em relação às férias, em Malta acontecem de dois modos. O primeiro é no final de ano que acontece de 23/12 até 06/01. Já o segundo acontece na metade do ano e dura três meses. 

As escolas maltesas são rigorosas com as faltas de seus alunos. É permitido apenas 9 ausências ao todo do ano letivo e que sejam por motivos que façam ele retornar no dia seguinte aos estudos.

Nas faltas de dois dias ou mais, será necessário apresentar um atestado médico ou um documento que comprove o motivo da ausência.

Existem ônibus escolares que garantem o deslocamento gratuito de seus estudantes até a escola.

O uniforme é item obrigatório nas escolas públicas e os pais precisam providenciar. A compra de material também é feita pelos pais, mas o governo antes do início do período letivo, envia a lista de material.

O valor varia conforme o ano letivo da criança. 

Estrutura do Ensino Superior Maltês

Após o ensino básico, existem algumas qualificações relacionadas ao Ensino Superior em Malta. Iremos listar elas agora.

  • Nível 1: é conhecido como a conclusão do Ensino Médio ou Educação e Treinamento Vocacional;
  • Nível 2: Ensino Geral que dá um certificado de Ensino Superior de Grau 6-7;
  • Nível 3: Educação Geral com certificação de Ensino Superior de Grau 1-3;
  • Nível 4: Certificado de matrícula com nível avançado, intermediário ou diploma;
  • Nível 5: Diploma de Graduação ou diploma superior de acadêmico preparatório;
  • Nível 6: Bacharelado;
  • Nível 7: Mestrado ou diploma de pós-graduação;
  • Nível 8: Doutorado.

As melhores universidades maltesas

Em Malta você encontrará várias opções de universidades e de cursos para serem feitos.

A duração dos cursos também é diferente do Brasil. Para concluir, a maioria dos cursos de graduação será possível com o estudo em três anos. Já na pós-graduação você consegue em dois anos.

A maioria dos requisitos para se candidatar a uma vaga nas universidades maltesas são bem específicas e dependem do curso e da instituição na qual irá se inscrever.

Porém, alguns se assemelham a ter um certificado de matrícula e possuir média 5 ou superior no Ensino Médio nas disciplinas de inglês, matemática ou maltês.

Os alunos internacionais fazem o pedido de candidatura online.

As bolsas de estudos para estudantes estrangeiros são poucas, e é necessário ir no site da instituição para saber se pode fazer a candidatura e receber o auxílio da universidade.

Para intercambistas, as taxas de mensalidades anuais no ensino superior variam de 1.000,00 euros a 6.000,00 euros.

Existem diversas instituições de ensino superior filiadas a universidades de outros países. Isso possibilita uma maior escolha na hora de pensar em fazer um intercâmbio em Malta.

University of Malta (UM)

A Universidade de Malta é uma das instituições mais antigas existentes no mundo.

Por ano, ela forma cerca de 3.500 alunos incluindo nativos e internacionais, este último compõe 12% do seu corpo discente. Ela é a única universidade pública do país e é administrada pelo governo maltês.

O idioma falado na universidade é o inglês.

Ao todo, ela tem 14 faculdades com diversos centros e institutos interdisciplinares.  Ainda tem três escolas e uma faculdade júnior. Seus campus estão em Msida, Valletta, Gozo e Marsaxlokk.

A instituição oferece cursos de graduação, mestrado e doutorado. Ela oferece diversas áreas para estudos: Tecnologia, Ciência, Medicina, Biológicas, Artes, Medicina, Direito, Mídia, Comunicação dentre outros. 

As taxas para as matrículas de estrangeiros é de 95 euros dentro do prazo estipulado, no entanto, quem passar do prazo, deverá pagar 150 euros.

No doutorado, os estudantes internacionais pagam taxas fixas, 11.000,00 euros no tempo integral.

Intercambistas brasileiros precisam realizar alguns processos para alcançar a vaga na Universidade de Malta. Para os brasileiros, ela pede um certificado de conclusão do Ensino Médio ou de conclusão do Segundo Grau.

Com isso, a instituição oferece cursos preparatórios para que seus alunos estejam aptos a ingressarem nos cursos desejados. Além disso, é preciso a comprovação da proficiência da língua inglesa. Ela aceita os testes de inglês de CAMBRIDGE, TOEFL e IELTS.

Como conseguir uma bolsa de estudos na Univervity of Malta?

A universidade oferece algumas bolsas.

A de mestrado e doutorado pode oferecer auxílio de 40% a 100%, é preciso ainda não ter começado os estudos na UM. Esse auxílio permite que estudantes internacionais façam a solicitação para obtê-lo.

Para se candidatar, é necessário enviar um email ao Escritório Internacional, junto com o número do aluno e no nome do assunto deve-se colocar ‘Solicitação de Bolsa de Pós-Graduação da Universidade de Malta’.

O profissional que irá avaliar a candidatura será um PhD e um Júri Seletor de Bolsas de Mestrado. A definição da autorização ou não será em definitivo.

Documentos necessários

Os documentos que devem ser anexados no email são o seguinte:

  • Curriculum Vitae de forma detalhada;
  • Cópia da Carta de Aceitação;
  • Carta motivacional;
  • Cópia do passaporte.

Além disso, um formulário será requisitado e enviado para cada candidato. Nele, deverá ser preenchido comunicando as informações sobre a pesquisa acadêmica.

Os candidatos elegíveis terão marcada uma reunião com o PhD e com o Júri. 

Os pedidos devem ser apresentados num prazo de um mês a contar da recepção da carta de aceitação. Os prazos para a candidatura são: 31 de janeiro, 31 de maio e 31 de outubro. Para mais informações, você encontra aqui.

Outras bolsas

Outra bolsa que os brasileiros podem se candidatar é a de Estudos Sobre Ilhas e Pequenos Estados oferecidas através da Assistência Oficial ao Desenvolvimento do Governo de Malta e da Universidade de Malta.

Ela é voltada para aqueles que querem fazer Mestrado em Artes.

Para se candidatar é necessário corresponder positivamente ao ingresso na Universidade de Malta conforme as regras. Após isso, será feita uma entrevista online a fim de determinar a permissão ou não da bolsa.

São escolhidos de preferência, candidatos que sejam empregados em cargos públicos ou que trabalhem de forma ativa em ONGs de seus países de origem.

Com a bolsa liberada, o aluno deverá fazer regularmente registros do processo de sua pesquisa.

É essencial apresentar um documento que ateste a sua proficiência na língua inglesa. A bolsa cobre as taxas da matrícula além de fornecer 1.000 euros de para cobrir os demais gastos com a pesquisa.

No entanto, os custos da viagem, moradia e outras despesas deverão ser pagos pelo estudante.

Malta College of Arts, Science and Technology (MCAST)

Fundada em 2001, a MCAST é uma das principais instituições de ensino em Malta.

Ela tem seis institutos em Malta e campus na ilha de Gozo. São cerca de 185 cursos em tempo integral e mais de 300 cursos em tempo parcial voltados para a profissionalização da pessoa.

Como funciona a MCAST?

A faculdade possui seis níveis:

Os níveis 1 e 2 são para aqueles alunos que deixaram a escolaridade normal, mas que não tenham qualificações formais e com isso, eles possam alcançar uma qualificação de nível 3 ou mais.

O nível 4 é destinado para aqueles que desejam ingressar em um emprego com uma qualificação técnica ou até elevar o seu nível se continuar estudando.

Por fim, a MCAST nos níveis 5 e 6 tem o objetivo de auxiliar seus estudantes a terem o curso superior.

Ela tem três faculdades: Colégio Fundação, Colégio Técnico e University College.

O Colégio Fundação oferece um currículo e pedagogia para seus alunos a fim de prepará-los para dar sequência na Educação do Colégio Técnico. Ele é para os níveis 1, 2 e 3.

O Colégio Técnico é voltado para o nível 4 e com uma ligação com a indústria. Os alunos saem de lá aptos a ter o conhecimento correto, competências ou aptidões a ponto que possam trabalhar diretamente dentro da indústria ou dar prosseguimento para o University College.

Já o University College é o último nível, oferece cursos do Ensino Superior e também na formação profissional. Seus alunos são preparados para que possam trabalhar na indústria local de Malta.

Na instituição existem cursos tanto de bacharelado quanto de mestrado e doutorado. As áreas relacionadas aos cursos oferecidos estão em Artes, Mídia, Ciências Sociais, Engenharia, Tecnologia, Lei, Medicina e etc.

Como se candidatar

Os alunos internacionais podem se candidatar via online.

Para conseguir isso, é necessário preencher o formulário de inscrição e o de GDPR. Após o preenchimento, deve-se enviar junto com as qualificações acadêmicas que tiver, para o email [email protected].

No prazo de 3 dias úteis você deve receber uma oferta condicional. Depois, é preciso realizar o pagamento de uma taxa de 150 euros que não é reembolsável.

Mas essa taxa não é aplicável para programas que tenham início em outubro.

Em 10 dias úteis, haverá uma decisão acadêmica do MCAST. Se for positivo, você receberá uma carta de oferta.

Ela irá lhe recomendar que pague as taxas da mensalidade de acordo com os estudos que deseja fazer.

Uma carta de aceitação será enviada e isso é a comprovação de que sua candidatura foi aceita e pode estudar na instituição. A faculdade ajuda na solicitação do cartão de residência eletrônico para durar o tempo total de sua estadia.

Ela disponibiliza uma bolsa de pós-doutorado para saber mais sobre a bolsa e se pode se candidatar, você encontra as informações aqui.

American University of Malta

A Universidade Americana de Malta utiliza o ensino igual ao aplicado nos Estados Unidos. Seus cursos são ministrados na língua inglesa e oferecem uma mentalidade diversificada e também multicultural.

Para ingressar na universidade, é necessário enviar online alguns documentos.

Na graduação, pede-se cópia do histórico escolar do ensino médio no idioma original e em inglês com tradução autenticada, um diploma de bacharel correspondente ao nível 6, proficiência da língua inglesa e cópia do passaporte. 

Na pós-graduação, os documentos são praticamente os mesmos que serão enviados no bacharelado. O que se diferencia é o histórico acadêmico que precisa ser comprovado.

Seus alunos podem se tornar elegíveis para bolsas oferecidas.

Em seu site, a instituição disponibiliza a lista de cursos oferecidos e também quais bolsas de estudos podem se candidatar.

Seus cursos são voltados para a Ciência, Tecnologia, Engenharia, Negócios e Artes. Ela está localizada na cidade de Cospicua mas tem previsão de um campus na cidade de Zonqor.

A universidade ainda auxilia seus alunos a conseguirem uma residência enquanto estudam.

Custo de vida no país

O custo de vida em Malta enquanto estiver em seu intercâmbio é baixo se comparado com outros países europeus. No entanto, ele continua sendo alto em relação ao Brasil.

Vale lembrar que em Malta, a moeda usada é o euro.

Hospedagem

O aluguel ou hospedagem é um fator que aumenta bastante os gastos enquanto se viaja. O metro quadrado no país pode custar caro na capital e em regiões próximas.

Mas para quem pretende fazer intercâmbio em Malta, esse tipo de gasto pode diminuir e falaremos sobre isso daqui a pouco.

O ideal é pesquisar muito as condições de estadia do país buscando preços menores, e levar em consideração os diferentes tipos de moradia, desde hotéis e a casas de família.

Estudo

Na questão de pagamento de mensalidades vai depender muito do que irá estudar.

O país possui muitas escolas de idiomas e cada uma irá oferecer serviços distintos, juntamente com o tempo que ficará estudando e o programa que escolher, isso interfere diretamente no valor a ser pago.

Já os cursos de ensino superior para intercambistas costumam ser mais caros.

Um exemplo é que os nativos de Malta não pagam a mensalidade nas instituições públicas ou pagam uma taxa bem reduzida, ao contrário dos alunos internacionais.

Porém, mesmo assim, o custo continua sendo menor se comparar o seu intercâmbio fosse realizado na Inglaterra ou até mesmo nos Estados Unidos.

As bolsas para estrangeiros são poucas, então o certo é ter a garantia de que conseguirá custear de forma integral os seus estudos. 

Alimentação

Você ainda terá que colocar em seu orçamento consumos como alimentação.

Se for ter refeições em um restaurante popular, seu gasto pode ser de 12 euros, em fast food de 7 euros.

Ainda terá outros gastos com alimentação que se aproxima bastante com os valores a serem pagos nas grandes cidades brasileiras.

Por isso, estudar e trabalhar em seu intercâmbio em Malta é uma excelente escolha, porque irá diminuir os custos e terá um dinheiro extra para aproveitar o lazer do país.

Agências de intercâmbio com destino para Malta

No Brasil, algumas das melhores agências de intercâmbio fazem viagens com destino para Malta.

Elas ainda oferecem outros serviços que iremos lhe explicar a seguir.

IE Intercâmbio

Criada em 1998, a IE Intercâmbio é uma agência especializada em ensino internacional e que possui especialistas em todo o Brasil.

Você pode pedir uma orientação inicial de forma gratuita que pode ser presencial ou online.

A empresa ainda oferece 40% de desconto nos pacotes de intercâmbio adquiridos.

Ela é altamente premiada ao longo dos anos, o que a faz ser bem avaliada e recomendada.

A sua nota no Reclame Aqui é de 8/10 com um nível de solução de problemas chegando a 93%. 

Seus intercâmbios estão distribuídos em férias teen, high school, escola de idiomas, graduação e trabalho.

STB (Students Travel Bureau)

Com mais de 50 anos no mercado, a STB também é voltada em oferecer serviços destinados ao ensino internacional.

A empresa disponibiliza viagens de intercâmbio para pessoas de 8 até aos 80 anos de idade.

Ela reúne uma equipe de especialistas treinados no exterior e que muitos deles já moraram fora do país, garantindo uma vasta experiência profissional.

Ao todo, já foram mais de um milhão de pessoas viajando pela STB para um intercâmbio internacional.

Assim como a IE, a STB é altamente premiada no segmento de viagens.

Além disso, oferece intercâmbio de idiomas, voluntariado, high school, graduação, extensão universitária, programas para profissionais e viagens envolvendo estudantes e famílias durante as férias escolares.

STB tem uma reputação no Reclame Aqui de 8/10 com 82,4% como índice de soluções de problemas.

Auxilia ainda na emissão de vistos, encontrar hospedagem e fazer um seguro viagem.

Egali

Com o lema de não vender viagens e sim projetos de vida, a Egali aparece em nossa lista porque a empresa se preocupa com o seu cliente.

Criada por intercambistas, a agência de intercâmbio proporciona ajuda desde na emissão de visto sem despachante, até suporte antes do embarque e durante a sua viagem.

Ela oferece serviços de intercâmbio para idiomas, high school, adolescentes e com foco nos estudos e trabalho.

Sua avaliação no Reclame Aqui é de 9,1/10 e tem 95.3% de problemas resolvidos.

CI Intercâmbio

A CI Intercâmbio é uma das agências que apresentam uma vasta opção de intercâmbio.

Ela oferece cursos de idiomas, trabalhar fora, para adolescentes, boarding school, high school, melhora de currículo, graduação, estágio IAESTE, preparatório para exames de proficiência e idiomas para professores.

A CI Intercâmbio apresenta uma avaliação considerável no Reclame Aqui com uma nota de 8/10 e com taxa de solução de 93.8%.

O seu reconhecimento se dá pelos seus prêmios, um deles foi ter sido eleita sete vezes como a  Melhor Empresa de Intercâmbio do Brasil pela revista Top Educação.

Hospedagem em Malta

Um dos requisitos para poder entrar em Malta é ter um local de estadia já selecionado. Porém, com a correria em organizar a viagem, essa questão pode lhe atrapalhar.

Agora vamos indicar algumas opções de onde ficar enquanto faz o seu intercâmbio em Malta.

Momondo

O site da Momondo fornece uma lista de hotéis dos quais você pode ficar em Malta. Ele disponibiliza fotos, valores e avaliações de cada hotel do país.

Além disso, ele ainda coloca um GPS para que você consiga ter uma melhor identificação do local.

Ele ainda indica os mais populares e melhores opções de estadia. Consegue também selecionar a data em que pretende permanecer na acomodação.

Você recebe um gráfico com as melhores épocas e dias para realizar a sua reserva.

Airbnb

Outra opção de encontrar estadias é o Airbnb.

No site mostra a disponibilidade dos hotéis, apartamentos, vilas e casas. Nesse quesito, é um dos sites mais completos quando se trata em procurar uma acomodação.

Ele aponta avaliação com comentários e fotos dos espaços a serem reservados. A variedade dos valores também é mostrada.

Kayak

A Kayak é uma empresa que mostra ao seu cliente diversas formas de escolher a melhor opção de  acomodação em seu intercâmbio para Malta.

Na pesquisa pode ser feita uma procura pelos mais avaliados com pontuação, os mais populares, a localização, preços e também quais que oferecem serviços grátis.

Você ainda consegue procurar por passagens mais baratas, aluguéis de carros e as opções de voos diretos ou escalas, junto com os seus valores.

Homestay

A Homestay é o site que possibilita que intercambistas possam morar com host families enquanto estão em Malta.

O site é tipo uma rede social onde você procura qual local pretende morar.

As famílias por outro lado, colocam algumas informações como é a casa, o local, a composição familiar, o valor cobrado, a língua a ser falada e também algumas imagens.

Grupos de brasileiros em Malta

Existem grupos destinados no auxílio do intercâmbio em Malta para brasileiros. Nestes grupos que são normalmente criados por brasileiros, você encontra soluções para as suas dúvidas como um intercambista no país.

A seguir, alguns deles:

Mas se você ainda não bateu o martelo de fazer intercâmbio em Malta, não deixe de checar nossos guias completos de intercâmbio para Estados Unidos e Austrália.


Download Gratuito

Cronograma Autodidata Para Aprender Inglês Básico Em 34 Dias

Baixe agora clicando no botão abaixo
DOWNLOAD NOW

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Download Gratuito

Cronograma Autodidata Para Aprender Inglês Básico Em 34 Dias

Baixe agora clicando no botão abaixo
DOWNLOAD NOW
close-link
(Grátis) Baixe o E-book Inglês em 34 Dias - Cronograma Autodidata
Baixar Ebook
close-image