Inglês Para Crianças – Como Ter A Atenção Delas?

Você provavelmente já percebeu que saber inglês, visto como algo complementar e diferencial no passado, hoje já é cada vez mais requisitado e até mesmo fundamental.

Agora você, que talvez tenha levado anos e anos para aprender o básico do idioma, esteja se perguntando como facilitar esse caminho ao máximo para seus filhos. Se você se encaixa nesse perfil, não deixe de ler os próximos tópicos para entender melhor como ter a atenção das crianças na hora de ensiná-los inglês.

Por onde começar?

É importante entender antes de tudo que o aprendizado de um idioma é mais sobre a quantidade e qualidade do tempo em contato com ele do que a prática de  exercícios que obriguem a falar em inglês. Aquela história de exigir que crianças peçam algo que querem no idioma que estão aprendendo pode na maioria das vezes fazer com que elas torçam o nariz e acabar desestimulando-as ao aprendizado.

Oportunidade: Quer aprender inglês rápido? Veja o ranking dos melhores cursos de inglês online – Clique Aqui

Dito isso, vamos focar em como fazer com que crianças tenham a imersão no idioma e vejam esse processo de maneira mais natural possível, afinal, elas devem se sentir atraídas por isso e sabemos que nem sempre é fácil de conseguir a atenção delas!

Palavras simples no dia-a-dia

            Já pensou em dizer bom dia ou boa noite em inglês aos seus filhos todos os dias? Pode parecer não fazer uma grande diferença, mas quando eles estiverem ouvindo musicas em ingles mais para frente, vão lembrar dos dias em que ouviram a palavra “good” ou “night” vindo de você. Além disso, essa é a maneira mais sutil de, aos poucos, fazer com que o inglês seja parte da rotina dos pequenos.

            Outras palavras que são interessantes de serem incluídas no começo são:

  • Cores

Quando estiverem brincando juntos, acrescente palavras em inglês ao seu diálogo. Por exemplo: imagine que você queira mostrar para sua filha a cor do carrinho que você está usando para brincar com ela. Ao invés de falar “laranja”, diga “orange”. Se estiver falando sobre a cor dos seus olhos, diga a cor em inglês.

Sempre procure situações do dia-a-dia em que você possa fazer esse tipo de substituição e de vez em quando faça perguntas a criança também, mas sem muitas cobranças e pressão, eles precisam se sentir à vontade.

  • Números

Seguindo a mesma ideia do item anterior, o exercício aqui é de substituir palavras em português para palavras em inglês durante o tempo em que você estiver com a criança.

Em relação aos números, faça a substituição apenas com os mais fáceis (de 0 a 10) no início. Quando a criança estiver totalmente acostumada com eles, dificulte um pouco indo de onze a dezenove ou até mesmo ensinando os números que a criança tiver curiosidade e te perguntar.

  • Adjetivos

Adjetivos estão presentes na nossa fala inúmeras vezes ao dia. Muitos deles são extremamente simples e nem nos damos conta do quanto usamos. Pequeno, grande, bonito, feio, alto, baixo. Ao introduzi-los na rotina da criança, damos base a ela para começar a classificar objetos e outras coisas que ela vê no decorrer do dia.

  • Animais

Não é segredo que a maior parte dos jogos, livros, músicas e vídeos infantis incluem algum animal, ou vários deles. Incluir esse parte do vocabulário em inglês é mais uma forma de aumentar ainda mais o contato que a criança tem com o idioma.

Jogos, músicas, livros e outras mídias

Criança quer mesmo é saber de brincar, não é mesmo? Então por que não trazer o inglês para as brincadeiras também?

Claro que mais uma vez os pais ou responsáveis precisam ter uma participação ativa para fazer todo o esforço valer a pena. Não vale deixar o iPad ou tablet na mão da criança, a TV ligada o dia todo com programas infantis estrangeiros e esperar que ela absorva o conhecimento. É necessário que haja um reforço do que foi mostrado a criança.

Digamos que ela tenha passado alguns minutos jogando algum jogo em que a personagem principal seja uma girafa. Mais tarde, no mesmo dia, pergunte a criança como falar girafa em inglês ou, se você acabar vendo uma girafa na TV, em algum filme que esteja assistindo por exemplo, pergunte a criança como aquele animal se chama.

São inúmeros os jogos, livros  e músicas que podemos acrescentar a rotina delas. Separamos alguns aqui:

  • Músicas

The ABC Song / Head, Shoulders, Knees and Toes

Alguns de nós ouvimos essas mesmas músicas em português quando éramos pequenos e até hoje somos capazes de lembrar o ritmo e a letra. Essas músicas são simples de entender e trazem com elas um vocabulário útil e essencial no dia-a-dia.

The ABC Song

A, B, C, D, E, F, G,

H, I, J, K, L, M, N, O, P,

Q, R, S, T, U, V,

W, X, Y, Z.

Now I know my ABCs.

26 letters from A to Z.

Head, Shoulders, Knees and Toes

Head, shoulders, knees and toes,

Knees and toes.

Head, shoulders, knees and toes,

Knees and toes.

And eyes, and ears, and mouth,

And nose.

Head, shoulders, knees and toes,

Knees and toes.

  • Aplicativos/Jogos:

Uma das melhores maneiras de deixar uma criança (e um adulto também) ocupada por horas é dar a ela acesso a algum jogo, principalmente um jogo online ou em um aplicativo. Então, juntando o útil ao agradável, aqui estão alguns aplicativos que vão entreter e ensinar ao mesmo tempo:

  • Pili Pop

Indicado para crianças de cinco a dez anos e criado por especialistas em idiomas, o Pili Pop une brincadeira com ensino. São diversas atividades oferecidas, com atividades novas todos os meses, dentre elas até mesmo aquelas para melhorar a pronúncia.

É possível testar o app gratuitamente. Após o teste, o valor varia de $9,99 a $59,99 dependendo do período de tempo que você pretende ter acesso ao aplicativo.

  • LingoKids

Com o foco em crianças de dois a oito anos, o Lingo Kids conta com mais de 3000 palavras do inglês e 60 tópicos diferentes para ensinar as crianças. Além disso, o app também não possui anúncios, o que reforça a segurança da criança, e também oferece uma área exclusiva para os pais acompanharem o progresso dos filhos.

O Lingo Kids tem uma versão limitada, a Lingo Kids Basic, que é gratuita. Já a versão ilimitada, Longo Kids Unlimited, é paga e o valor depende da sua região, do período que você deseja ter a assinatura e de quais partes do aplicativo você deseja ter acesso.

Canais no YouTube:

Se até nós ficamos com os olhos vidrados nas telas quando algum vídeo chama a nossa atenção, com as crianças não seria diferente. Alguns canais do Youtube são focados na aprendizagem de um segundo idioma e possuem uma linguagem direcionada aos mais jovens. Alguns exemplos são:

  • Lottie Dottie Chicken – a famosa “Galinha Pintadinha”

Sim! A Galinha Pintadinha tem um canal no Youtube todo em inglês e excelente para entreter crianças menores e ensiná-las diversas poesias infantis.

  • Super Simple Songs

O canal oferece diversas músicas, versos e às vezes até incentiva as crianças a dançarem e cantarem enquanto se divertem com as músicas.

  • British Council | LearnEnglish Kids

Com diálogos mais desenvolvidos, mas ainda sim voltados às crianças, esse canal é perfeito para fazer com que a fala progrida e que as palavras que antes eram aprendidas separadamente agora se juntem e formem um contexto completo.

Escolas bilíngues x escolas internacionais

Para quem tem a oportunidade de matricular os filhos em uma escola bilíngue ou internacional, é possível aumentar ainda mais a imersão no idioma. Porém, é sempre bom estar atento a algumas diferenças que existem entre essas duas opções.

Bilíngues:

  • Têm o currículo regulado pela legislação brasileira e geralmente preparam os alunos para o vestibular;
  • Seguem o padrão da maioria das escolas quando o assunto é feriados e férias.
  • A maioria (ou todos) os professores são brasileiros, parte deles com alguma formação no exterior e/ou inglês fluente com certificação oficial de algum órgão estrangeiro;
  • Geralmente as aulas ministradas em inglês são Ciências, Educação Física e Artes.

Internacionais:

  • O currículo escolar é regulado pela legislação do país de origem da escola;
  • O calendário também segue o que é proposto pelo país de origem, tendo o ano letivo com início em agosto e terminando em junho;
  • Geralmente quase metade dos professores são estrangeiros;
  • Aqui, apenas as aulas de História, Geografia do Brasil e Português são lecionadas em português, as demais disciplinas são lecionadas em inglês.

Seja qual for o método que você usar, lembre-se sempre de tornar o aprendizado algo atrativo e natural a criança, não apenas mais uma matéria que ela tem na escola. Reforce positivamente todas as conquistas dela e faça com que ela sinta ainda mais curiosidade sobre a língua, responda suas perguntas e sempre dê o apoio necessário.


Não Fique de Fora:

E, se você está procurando algo definitivo, do básico a fluência, e nada que você já tentou deu certo. Veja se você já não viu essas opções que já ajudaram mais de 1300 pessoas a aprender inglês fluente. Clique no botão abaixo para ver:


redes sociais:

Recomendados para você:

    Mario Anaya
    Últimos posts por Mario Anaya (exibir todos)
    Se inscreva
    Me notifique

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    0 Comentários
    Comentários em linha
    Exibir todos os comentários