Você provavelmente já sentiu aquele frio na barriga antes de uma entrevista de emprego, principalmente se a entrevista for em inglês.

O que pouca gente sabe é que em situações como essa, devemos esquecer um pouco da importância do idioma, pelo menos durante a entrevista, e simplesmente focar nas respostas que iremos dar. Não, isso não significa que você não precisa se preparar ao máximo para se sair bem e que durante a entrevista você não vai buscar se comunicar da melhor forma, mas isso deveria estar longe de ser o foco durante a entrevista.

Enquanto você está sendo entrevistado, o avaliador vai tentar descobrir o máximo de informações relevantes sobre você, aquelas que condizem com o que a empresa procura, e isso não é nenhum segredo. Você precisa ser capaz de responder a diversas perguntas e também mostrar as características que você possui que possam ser interessantes aos olhos do avaliador. Quando o assunto é inglês, é crucial entender o que a empresa espera dos candidatos.

Na maioria das vezes, o que está em jogo durante uma entrevista de emprego em inglês é a eficiência da sua fala. É necessário que você consiga se comunicar de maneira clara e concisa e que a informação seja passada a outra pessoa da maneira correta. Isso não quer dizer que você precisa falar rápido e usar palavras difíceis.

Por isso separamos alguns passos que, se seguidos, podem impulsionar seu desempenho durante aquela entrevista importante. Elas seguem uma ordem cronológica, desde a preparação até a hora da entrevista. Além disso, incluímos aqui algumas das perguntas mais feitas e palavras chaves que podem ser usadas nas suas respostas, caso se adequem a você, para que você esteja preparado na hora da entrevista.

  • How would you describe yourself? (Como você se descreveria?) / Tell me about yourself (Conte-me mais sobre você)

Palavras/expressões chave: proactive, committed, fast learner, motivated, resilient.

  • Why do you want to work here? (Por que você quer trabalhar aqui?) / What interests you about this role? (O que te interessa nessa posição?)

Palavras/expressoes chave: make the difference, good environment, help others, aligned values, reputation.

  • What motivates you? (O que te motiva?) / What are you passionate about? (Quais são suas paixões?)

Palavras/expressões chave: excellence, to change lives, high standard levels, to build relationships.

  • What are your greatest strengths/weaknesses? (Quais são suas qualidades/defeitos?)

Palavras/expressões chave: problem solver, enthusiasm, discipline, lack of, inability.

  • Where do you see yourself in five years? (Onde você se vê em cinco anos?)

Palavras/expressões chave: I would like to be, to be able to.

  • What is your salary range expectation? (Qual sua pretensão salarial?)

Palavras/expressões chave: between, something about, level of experience.

  • How do you handle stress? (Como você lida com estresse?) / How do you work under pressure? (Como você trabalha sob pressão?)

Palavras/expressões chave: Calm, focused, progress.

  • How do you define success? (O que e sucesso para você?)

Palavras/expressões chave: achievements, process, goals.

  • What do you know about our company? (O que você sabe sobre nossa empresa?)

Palavras/expressões chave: read, products, leadership, biggest.

  • Why are you the right person for this job?

Palavras/expressões chave: exceptional results, to fit, skills, to walk the extra mile.

            1)     Seja sincero consigo mesmo

Antes de tudo, você precisa saber exatamente qual é o seu nível de inglês. É normal que a gente ache que o nosso nível esteja abaixo do que realmente está, mas essa é a hora de analisar objetivamente e não se subestimar ou superestimar. Você pode encontrar testes de nivelamento em diversos sites. Faça algum ou alguns deles antes para saber melhor como você deve se preparar.

2)     Pense nas respostas

Geralmente já temos uma ideia de quais perguntas serão feitas durante uma entrevista de emprego. Faça uma lista das perguntas que você já viu e escreva a resposta em inglês para cada uma delas, se baseando apenas no seu conhecimento prévio e longe de tradutores! Isso vai forçar sua mente a buscar todas as palavras que você já conhece, tornando sua resposta mais natural e adequada ao seu caso. Mas não se preocupe, ainda vamos falar sobre como turbinar suas respostas!

3)     Entenda as perguntas

Uma vez que você já tem suas respostas anotadas, o primeiro passo é se familiarizar com o vocabulário de uma entrevista. Sendo assim, nada melhor do que começar pelas perguntas, elas geralmente são curtas e objetivas, sendo mais fáceis de compreender. Além disso, você também pode usar algumas palavras usadas nas perguntas para montar suas respostas.

Leia cada uma das perguntas e tente entender cada palavra, use um dicionário para te ajudar! Ele vai fazer você mergulhar ainda mais no idioma e expandir seu vocabulário.

Aqui também é importante dizer que nunca sabemos exatamente quais serão as perguntas feitas, por isso não hesite ao pesquisar algo como “common interview questions” e aumentar ainda mais o seu conhecimento sobre o assunto.

4)     Melhore suas respostas

Agora sim é hora de melhorar as respostas que você já tinha passado para o papel. Separe as perguntas que você teve mais dificuldade de responder, provavelmente essa dificuldade foi causada pela falta de vocabulário naquele assunto em específico, e faça pesquisas relacionadas ao ponto principal da pergunta. Por exemplo, se para você foi difícil falar sobre o que você conhece da empresa, talvez precise fazer mais pesquisas relacionadas a isso em inglês, obviamente sem usar tradutores para nada, no máximo um dicionário.

Pode parecer um trabalho muito mais difícil do que deveria ser, mas toda essa insistência em não usar um tradutor e em quase que se “forçar” a ler e a escrever em outro idioma, ajuda a, digamos, “interiorizar” o assunto, ao invés de apenas decorar frases prontas.

Faça o máximo de esforço necessário para que você domine os assuntos presentes nas perguntas e nas respostas e através disso aumente sua confiança, vocabulário e a velocidade que você gasta entre o pensar e o falar.

5)     Naturalidade x informalidade

Muitos estudantes de idioma podem ser levados a pensar que usar expressões informais e até mesmo gírias faz com que eles soem mais naturais ao falar e que estão mais próximos de se comunicar como falantes nativos. Isso pode até ser verdade no dia a dia, mas em uma entrevista de emprego a formalidade deve ser mantida (sem excessos, claro!). Você pode ser educado, formal e ainda sim manter a naturalidade.

Não esqueça também de checar se há algum vício na fala. Às vezes você pode não saber alguns sinônimos de uma palavra e cometer vícios linguísticos. Essa é a hora em que você deve se dedicar e variar sua escrita.

6)     Hora de treinar!

Agora que você já entendeu pergunta por pergunta, escreveu e reescreveu suas respostas e retirou alguns vícios linguísticos ou informalidades que pudessem estar presentes nas suas respostas, hora de pegar a colinha e ler na frente do espelho, certo? De maneira alguma!

Quando lemos nossas anotações, depositamos nossa confiança a elas e nos prendemos à zona de conforto. Depois de todo o trabalho que você teve ao seguir os passos anteriores, com certeza já se sente mais confortável com algumas palavras novas que aprendeu. Agora é hora de usá-las.

Imagine que você está sendo entrevistado e pense em uma pergunta que poderia ser feita. Responda à pergunta sem ler nada, apenas com o que você lembra do que estudou. Pratique esse exercício algumas vezes antes da entrevista sempre sem ler suas anotações, leia apenas entre uma prática e outra para relembrar o que aprendeu.

Se quiser, escreva o que você disse e depois confira se poderia melhorar algo.

Aqui não dá para deixar de citar o site italki.com. Nele você pode encontrar professores especializados (e também nativos!), que focam exatamente no que você mais precisa, neste caso, por exemplo, em entrevistas de empregos. As aulas são online e você paga por hora de aula. Praticando dessa forma, alem de melhorar a pronuncia, você pode tirar todas suas dúvidas e o melhor: ganha confiança ao falar inglês!

O site é super simples de usar e uma das maiores vantagens é que você tem diversas opções de professores e aulas, podendo simplesmente testar as mais diversas possibilidades e ver qual didática se aplica melhor a você.

7)     Vencer as dificuldades

Se você percebeu que tem dificuldade em pronunciar uma palavra não se desespere. Continue treinando a fala e depois quando puder, foque somente naquela palavra. Separe as sílabas dela e leia silaba por silaba, até se acostumar. Quando isso acontecer, junte as sílabas novamente e agora divida a palavra em duas partes, faça o mesmo exercício. Quando se sentir confortável, leia a palavra inteira, mesmo que devagar e aumente a velocidade conforme você se sentir confiante.

8)     Durante a entrevista: RESPIRE FUNDO!

Literalmente, respire fundo. Isso vai te ajudar a esquecer um pouco do estresse e a falar um pouco mais devagar. Se você consegue se comunicar de maneira rápida e clara, não hesite em mostrar suas habilidades. 

Depois de todo o treino, pode ter certeza que seu inglês já avançou muito em relação ao que era antes. Lembre disso e mostre o que você sabe. Foque apenas em transmitir a mensagem de maneira clara ao ouvinte e caso cometa algum erro por conta do nervosismo, respire fundo de novo e continue a conversa. 

Quanto mais tempo passamos em contato com um idioma, mais fácil será de absorver o que aprendemos e mais vamos entender sobre ele. Por isso, sempre que possível, reveja suas anotações, leia mais e assista vídeos. Coloque-se em contato com aquilo o máximo que você puder!