Avaliamos o Aplicativo de Inglês Lingvist – Vale a pena?

Já tentou aprender um vocabulário novo em inglês e ele sumiu da sua mente alguns dias depois?

Se isso alguma vez aconteceu com você, saiba que não é o único. Aprender novos termos em outra língua é difícil e requer muita repetição e memorização.

Mas é necessário, pois quanto mais palavras aprendemos, mais compreendemos e conseguimos nos comunicar

Pensado nisso, foi criado o Lingvist, unindo a tecnologia com os renomados flashcards. Mas será que ele vale a pena?

Continue a ler o post para saber como o app funciona e se é realmente bom ou se você deve investir em outro.

Mas, afinal, o que é Lingvist?

O Lingvist é um aplicativo de aprendizagem de línguas com foco na construção de vocabulário.

mostrando dentro do app Lingvist

Ele promete que com o seu método de repetições é possível aprender uma nova língua 10x mais rápido do que em cursos tradicionais. Em uma conta de 30 palavras por 20 minutos de treino diário, em 4 meses você já dominaria 4000 palavras, a mesma quantidade que leva 4 anos em escolas.

O app possui uma versão gratuita limitada e a versão pro. As assinaturas são de:

  • 1 ano por R$139,90 (R$11,66/mês)
  • Mensal por R$16,90

Antes de escolher fazer a assinatura, o usuário pode aproveitar o aplicativo sem restrições a partir da avaliação gratuita de 14 dias.

Ainda, o treino pode ser feito tanto pelo smartphones quanto pelo desktop.

Como funciona o Lingvist?

O aplicativo procura ensinar o inglês através das palavras mais comuns do cotidiano. Você começa aprendendo aquelas mais usadas em 80% das situações do dia a dia e vai progredindo em dificuldade, sempre podendo checar o seu desempenho ao longo do tempo.

Além disso, também pode verificar as palavras já memorizadas e aquelas que precisam mais de sua atenção.

Para isso, o Lingvist utiliza baralhos de vocabulário. Você pode tanto optar por aprender a partir do deck geral, quanto criar o seu próprio e escolher um temático.

mostrando dentro do app Lingvist

No entanto, para os falantes de português que querem aprender inglês, as opções são apenas o deck geral, com 4999 palavras baseadas na frequência em que aparecem em conversas do dia a dia, e os temáticos de verbos frasais e democracia.

O baralho personalizado só está disponível para alguns idiomas, em especial para aqueles aprendidos a partir do inglês como primeira língua. Nessa opção, o usuário pode adicionar palavras específicas e utilizar uma nuvem semântica para complementar o deck, ou retirá-las de um texto.

Fora isso, recentemente, o aplicativo criou a função beta de sala de aula, pensada para os educadores de línguas estrangeiras. A partir dela, os professores podem criar decks e acompanhar o progresso de seus alunos.

Qual é a metodologia do Lingvist?

O Lingvist parte da ideia de que é possível ter o domínio em uma língua ao conhecer o seu vocabulário funcional. Sendo assim:

  •  500 palavras permite que você entenda a metade de um texto comum e simples.
  • 1500 palavras – equivale entre 70% e 80% de todas as palavras do dia a dia. Desse modo, você é capaz de entender músicas, programas de TV e o sentido geral de conversas do cotidiano.
  • 3000 palavras neste ponto, você já é capaz de ler alguns textos mais complexos e de ter conversas simples.
  • 5000 palavras você já consegue entender 91% dos termos em qualquer texto, estando bem mais perto da fluência da língua.

Esse aprendizado é feito tanto a partir dos decks quanto por exercícios de revisão de baralho, leitura de textos e playlist de palavras.

mostrando dentro do app Lingvist

Ao aprender a partir de um baralho, você deve completar a lacuna na frase com a palavra correta. Para isso, é dada a tradução do vocábulo e do período inteiro. Desse modo, você consegue compreender o contexto em que o termo é utilizado.

Ainda, esse método permite que adquira de forma inconsciente a sintática e a gramática da língua. Além disso, também é uma forma de treinar a escuta e a fala, pois é possível responder as lacunas por áudio e ouvir a oração inteira ao acertar.

Na prática diária, você irá aprender novas palavras e revisar as já vistas, até que as memorize.

Mas se você sente muita insegurança com alguns vocábulos, pode se concentrar em revê-las no exercício de revisão de baralho.

Nele, basta escolher o deck que deseja estudar e passar pelo mesmo processo de responder as lacunas. Nesse caso, os termos aparecem exatamente na mesma ordem em que foram vistos na primeira vez.

Além disso, um outro jeito legal e eficiente de treinar é através da leitura. O aplicativo oferece textos em diferentes níveis que devem ter suas lacunas completadas com a conjugação correta dos verbos ou com os termos certos.

mostrando dentro do app Lingvist

Os textos atualmente disponíveis são:

  • Holly’s house (A1)
  • Peter’s daily routine (A1)
  • Tim and Tom (A1)
  • At the Doctor’s (A2)
  • Planning a trip (A2)
  • The twelve days of Christmas (A2)
  • The impact of technology (B1)
  • Motivation and exercise (B1)
  • Should we recycle? (B1)

Ainda, você também pode ouvir todos os vocábulos que aprendeu e treinar a sua pronúncia, assim como checar como são usados em frases através da playlist de palavras.

Por fim, o Lingvist permite que você tenha um panorama do seu progresso, em que, além de conferir a sua lista de palavras e seu histórico, também pode ver quantas você já memorizou e quantas precisam de mais treino, assim como saber como está o seu vocabulário.

mostrando dentro do app Lingvist

Vale a pena usar o Lingvist?

Honestamente, não.

Há aplicativos com propostas parecidas e que contam com exercícios mais interessantes. Além disso, a conta gratuita só permite que você faça os exercícios uma única vez. Literalmente, uma única vez. Se quiser estudar pelo Lingvist no dia seguinte, terá que fazer a avaliação gratuita de 14 dias ou pagar.

Novamente, há aplicativos muito mais legais em que você consegue aprender bastante sem precisar de uma assinatura.

O que eu achei?

Como alguém que gosta muito de aprender novas línguas, já usei diversos aplicativos diferentes e esse é um dos piores.

Os exercícios são repetitivos e maçantes, as frases são engessadas, a voz de google translator é extremamente irritante e a IA de reconhecimento de voz é bem fraca.

Por ser um aplicativo praticamente pago, esperava que houvesse algum diferencial em seu método, mas até mesmo o seu layout é chato.

No entanto, apesar de todos os pontos negativos, um positivo é a criação de decks de vocabulário a partir de textos. Acredito que isso ajude a ler e compreender assuntos que interessam e aprender a partir deles. Infelizmente, essa funcionalidade não é liberada por aqui.

Mas, agora quero saber, você já testou o Lingvist antes?

2 comentários em “Avaliamos o Aplicativo de Inglês Lingvist – Vale a pena?”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.