Aprenda inglês sem gastar dinheiro com essas 15 dicas

Aprender inglês é o sonho de muita gente, mas nem todo mundo tem dinheiro sobrando para investir em cursos privados ou professores particulares.

Se você também se encontra nessa situação, a boa notícia é que a internet oferece milhares de oportunidades para aqueles que precisam estudar inglês de forma totalmente gratuita, e aqui você conhecerá boa parte delas.

Saiba como sair do zero rumo a fluência seguindo estas 15 dicas práticas e se torne um autodidata no inglês. O melhor? Sem gastar nem um centavo.  

Vamos lá?

Dica #1 – Faça um planejamento, com início, meio e fim

Não importa que a internet te ofereça um milhão de recursos gratuitos para estudar inglês, se você primeiro não se planejou para fazer isso.

O planejamento é essencial para que você saiba de onde está partindo e aonde quer chegar. Sem ele, você poderá ter a impressão de que não está avançando ou até mesmo estudar de forma tão atrapalhada que realmente não esteja.

Tome um tempo para definir o seu objetivo com o inglês. Você pode querer aprender inglês para fazer uma viagem dentro de um ano ou para alcançar posições melhores dentro da empresa em que trabalha.

O motivo em si é pessoal. O importante é que, dentro do seu planejamento, você tenha claro o seu objetivo, o seu prazo para alcançá-lo e o método a ser empregado, sendo este último a nossa próxima dica.

Dica #2 – Escolha um método que se encaixe no seu perfil

Entendidos os motivos pelos quais você quer estudar inglês e o prazo que tem para atingir seu objetivo, chegou a hora de escolher um método que se encaixe no seu perfil enquanto estudante.

Você pode pesquisar quais métodos já existem ou até mesmo criar um método totalmente novo e do seu jeito. Apenas tenha em mente que precisará desenvolver todas as habilidades necessárias à comunicação.

Encontre um método balanceado que lhe ajude a fortalecer suas competências de escrita, compreensão auditiva e fala. Esse é um ponto essencial para que você não se frustre no meio do caminho, tornando-se aquela pessoa que entende tudo, mas não fala nada.

O equilíbrio perfeito deve levar em consideração a facilidade que você tem para desenvolver cada uma dessas habilidades, assim como o tempo disponível para o todo, o que nos leva à próxima dica.

Dica #3 – Separe um tempo adequado

Agora que você já encontrou o ponto do meio entre todas as competências que precisa desenvolver para se comunicar em uma língua estrangeira, levando em consideração o que você acha mais fácil de desenvolver, chegou o momento de separar um tempo adequado para o seu estudo.

Esta etapa requer certa dose de realismo. Se você está apertado de tempo e gosta de acordar um pouco mais tarde para se recuperar do cansaço da rotina, não pense que a partir de agora se tornará uma pessoa diferente que acorda às cinco horas da manhã para aprender inglês.

Seja sincero e planeje seu tempo de forma racional para que assim possa fazer o melhor uso dele, mesmo que seja pouco.

Mais importante do que estudar por horas a fio é estudar com constância, e se você se compromete com horários difíceis de cumprir, manter sua rotina de estudos ficará cada vez mais complicado.

Determine um espaço de tempo no qual realmente possa se dedicar com concentração à tarefa de aprender inglês sozinho e sem gastar nem um real, e essa é a nossa deixa para a quarta dica.

Dica #4 – Estude em um local tranquilo e tenha o seu material à mão

Não é porque você não está matriculado em um curso de inglês que não levará o seu estudo a sério. Para realmente ver resultados, você precisa de foco, concentração e recursos.

Por isso, um passo muito importante é que você sempre procure estudar em ambientes tranquilos, seja na sua casa, em uma biblioteca ou no trabalho.

Se você se senta para estudar durante os únicos 30 minutos disponíveis que tem em uma sala caótica, com a televisão ligada, em que é interrompido a todo momento, as chances de assimilar o que está lendo ou ouvindo em inglês serão muito menores.

E, nesse mesmo sentido, se para ir à aula, você separa o seu material de inglês, também destine um caderno apenas para esse fim mesmo que esteja estudando por conta própria.

Assim, você sempre terá um lugar para o qual voltar em busca das suas anotações e para fazer revisões. Contudo, esse não será o único recurso do qual precisará fazer uso.

Dica #5 – Decida suas fontes de estudo com antecedência

Uma outra dica para não perder o seu valioso tempo e ter sucesso no aprendizado do inglês, é saber quais fontes de estudo utilizará antes de se sentar para estudar.

Decida quais ferramentas adotará para conquistar sua fluência no inglês com antecedência. Como existem milhares delas disponíveis online, você precisará tomar um tempo para escolher qual será mais útil para se aprimorar em cada uma das habilidades da língua.

As próximas dicas serão todas focadas nestas fontes de estudo gratuitas que você poderá encontrar na internet. Veja tudo que há à sua disposição e separe aquelas opções mais viáveis para você, sua rotina e perfil.

Dica #6 – Tenha uma lista de sites dedicados ao estudo do inglês

Quem começa nessa empreitada de estudar inglês de forma autodidata precisa ter uma lista de sites gratuitos já salva em seus favoritos do navegador.

Existe uma grande quantidade deles online, atendendo a diversos fins, mas você encontrará alguma das recomendações mais legais a seguir:

  • English Central: mais de 20.000 vídeos de aulas em inglês em todos os níveis.
  • Kultivi: oferece um curso de inglês completo para aprender de forma leve e divertida.
  • BBC Learning English: focado em inglês britânico e repleto de cursos, gramática, vocabulário, pronúncia e muito mais.
  • VOA Learning English: focado em inglês americano, com aulas para todos os níveis.
  • Learn English Online: com inúmeros conteúdos e aulas totalmente gratuitos, do básico ao avançado.
  • Woodward English: com diversos conteúdos, cursos e preparatórios para provas de inglês.

Dê uma boa vasculhada nesses sites e salve os seus favoritos para que sirvam de guias para o seu estudo do inglês.

Dica #7 – Use dicionários e corretores ortográficos online

Outra ferramenta imprescindível para o estudo de línguas são os dicionários, mas não se preocupe! Você não precisa mais andar carregando aquele tijolão para todos os lados.

Escolha uma versão de dicionário online que possa acessar pelo computador ou celular. Acredite, eles serão uma mão na roda sempre que não entender o significado de uma palavra, e alguns deles ainda possuem imagens que ajudam na memorização e compreensão dos verbetes.

A seguir, você tem algumas opções muito valiosas e gratuitas. Veja:

Junto aos dicionários, também os corretores ortográficos são muito úteis para aprimorar a escrita. O Grammarly, por exemplo, oferece uma versão gratuita que pode ser utilizada no navegador ou Word. Já o Write and Improveda Cambridge corrige os seus textos por meio de inteligência artificial.

Não deixe de fazer uso desses recursos, pois ao corrigir seus erros na prática, você acaba estudando de forma ativa e avançando com maior rapidez.

Dica #8 – Inscreva-se em canais do YouTube em inglês

No YouTube, existe uma infinidade de canais com o único objetivo de ajudar estudantes de inglês como você a se desenvolver nesse idioma.

Os conteúdos são inúmeros e gratuitos e, por serem em vídeo, acabam trabalhando várias competências ao mesmo tempo.

Você poderá achar canais que tratam da gramática, de vocabulário, pronúncia e, principalmente, o inglês na prática.

Veja algumas opções super recomendadas a seguir:

Na lista acima, estão canais totalmente em inglês e canais brasileiros com conteúdos em inglês. Escolha o que mais se adequar ao seu nível.

Dica #9 – Baixe aplicativos de idiomas gratuitos

Baixar aplicativos deve ser uma dica que você já recebeu algumas vezes. Talvez, tenha até mesmo tentado usá-los, mas sem grandes resultados.

Isso acontece porque os aplicativos devem ser utilizados como complemento ao seu estudo pesado em outras fontes. Eles são uma forma mais leve e prática de aprender.

Então, tente utilizá-los para variar suas abordagens do inglês, quando estiver cansado e apenas queira revisar os conteúdos de forma mais divertida.

Veja algumas excelentes opções a seguir:

Cada um desses aplicativos serve a um propósito e apostam em métodos diferentes, sejam eles vídeos, jogos, flashcards, notícias em inglês ou pronúncia. Tenha uma variedade pronta para usar no seu celular e diversifique a maneira como adquire o inglês.

Dica #10 – Acompanhe blogs e vlogs em inglês

No mesmo sentido dos canais do YouTube, uma dica subestimada, mas muito potente, é acompanhar blogs e vlogs em inglês.

Procure personalidades que admire e acompanhe seu estilo de vida, seus afazeres do dia a dia e rotinas por meio do que compartilham online.

Isso ajuda e muito a entender como os nativos de inglês se comunicam de verdade na prática.

Dica #11 – Assista a filmes, séries e reality shows em inglês

Quando se trata de trazer contexto para o seu aprendizado do inglês, filmes, séries e reality shows são uma boa pedida.

Contudo, é importante que você dê preferência àqueles que se passam em um tempo mais contemporâneo, com personagens que vivenciam experiências comuns.

Não escolha uma série sobre alienígenas que vivem em uma realidade totalmente fictícia, porque o vocabulário que aprenderá nelas não será de grande ajuda no seu dia a dia.

Muita gente diz ter aprendido inglês assistindo Friends justamente porque durante as 10 temporadas da série conseguem acompanhar o grupo de amigos experimentando diversas etapas da vida adulta em cenários com os quais as pessoas conseguem se identificar e relacionar.

Por isso, escolha o que irá assistir tendo isso em mente. Mantenha o áudio sempre em inglês, com e sem legenda, repita cada episódio quantas vezes conseguir e imite algumas das falas mais importantes, prestando atenção na entonação e no ritmo.

Só assim realmente obterá resultados efetivos, destravando o ouvido e a língua.

Dica #12 – Leia livros em inglês

A leitura de livros em inglês também é essencial para adquirir vocabulário. Felizmente, hoje em dia, existem diversas plataformas com livros totalmente gratuitos e online.

O indicado é começar com aqueles no seu nível da língua, para não gerar frustração. Afinal, ninguém gosta de ler um livro e ter que recorrer ao dicionário a cada duas palavras para entender o que ele está dizendo.

Um site muito bom para realizar essa atividade é o English e-Readerjá que ele simplifica a leitura de vários livros, adequando-os aos níveis que vão do A1 ao C2.

Então, não há desculpas! Você com certeza encontrará uma boa leitura para treinar e se divertir.

Dica #13 – Escute músicas e podcasts em inglês

Uma ótima forma de acostumar o ouvido com a fonética e os sons do inglês é começar a escutar músicas e podcasts do seu interesse.

Para os podcasts, busque temas que realmente prendam a sua atenção, que você queira e se force a entender.

Para as músicas, não adianta só escutar, também se esforce para soltar a voz e treinar a pronúncia.

Um app muito legal para praticar o inglês por meio da música é o Lyrics Training. Não deixe de conferir!

Dica #14 – Encontre grupos de conversão presenciais ou online

Se você mora nos grandes centros do país, com certeza encontrará grupos de conversação presenciais dos quais poderá participar de forma gratuita para treinar seu inglês e fazer amizades.

Contudo, se esse não é o seu caso, você também poderá a recorrer à internet para encontrar colegas em outros países com os quais você possa praticar seu inglês.

Proponha intercâmbios linguísticos e culturais. Isto é, enquanto você oferece ensinar português, a outra pessoa oferece ensinar o inglês.

Não tenha vergonha de se comunicar com nativos. Cometer erros no início será normal, mas com o tempo você se sentirá com mais confiança para tagarelar em inglês por aí.

Dica #15 – Faça cursos de especialização em inglês

Por fim, uma dica para quando você já tiver um nível intermediário de inglês é se cadastrar e realizar cursos de especialização online.

Existem várias plataformas, inclusive de universidades internacionais, que oferecem cursos totalmente gratuitos sobre temas diversos em inglês.

Assim, se você gosta muito de artes, por exemplo, por que não fazer um curso de História da Arte com professores internacionais?

Veja alguma das plataformas em que poderá encontrar esses cursos:

Viu só?

Com o advento da tecnologia e da internet, o acesso aos conteúdos ficou muito mais fácil.

Você só precisa se planejar e organizar para fazer o melhor usufruto deles utilizando as dicas acima. Seu sucesso está garantido!

Let’s do it!

Download Gratuito

Cronograma Autodidata Para Aprender Inglês Básico Em 34 Dias

Baixe agora clicando no botão abaixo
DOWNLOAD NOW

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Download Gratuito

Cronograma Autodidata Para Aprender Inglês Básico Em 34 Dias

Baixe agora clicando no botão abaixo
DOWNLOAD NOW
close-link
(Grátis) Baixe o E-book Inglês em 34 Dias - Cronograma Autodidata
Baixar Ebook
close-image