Como superar as dificuldades no aprendizado do inglês?

Se você está enfrentando dificuldades no aprendizado do inglês, parabéns!

Ao contrário do que possa pensar, esse não é um indicativo de que está indo mal, mas sim de que está avançando na sua jornada com o idioma.

Todo e qualquer processo de aprendizado está cheio de desafios. Eles fazem parte do caminho que você deve trilhar e significam que você está saindo da sua zona de conforto rumo a conquistas muito maiores.

Por isso, antes de se desesperar e desistir, apenas se preocupe em identificar a origem da sua dificuldade e aprenda como vencê-la de uma vez por todas com as dicas que lerá a seguir.

Let’s overcome this together!

Quais são as suas dificuldades no aprendizado do inglês?

Agora que você já está pensando diferente sobre as pedras que encontra no meio do caminho, é hora de pegá-las e analisá-las bem de perto.

Identificar quais são as suas dificuldades no aprendizado do inglês é uma etapa essencial para superá-las. Lembre-se de que elas nada têm a ver com você ser menos capaz, inteligente ou ter mais idade do que os outros.

As dificuldades são apenas um problema pontual que precisa resolver com a cabeça fria para continuar avançando.

Então, por meio de uma autoanálise livre de críticas e julgamentos, veja se já falou alguma das frases abaixo e descubra o que elas realmente querem dizer sobre você e as barreiras que encontra para falar inglês.

“O inglês é muito difícil”

Se você já falou ou ouviu falar que o inglês é muito difícil, muito provavelmente, esteja enfrentando um dos principais obstáculos dos estudantes de línguas, as crenças limitantes.

Uma das maiores barreiras enfrentadas por boa parte das pessoas que sonham aprender inglês é a construção de pré-conceitos que nem sempre condizem com a realidade.

Por exemplo, se você pensar de forma objetiva, verá que o inglês possui uma gramática simples, poucas conjugações verbais, ausência de palavras no feminino e masculino e ainda traz influências latinas – mesma família linguística que deu origem ao português – o que o torna um idioma fácil.

Isto é, a ideia de que o inglês é um idioma difícil é apenas isso, uma ideia, uma crença que se interpõe entre você e seu aprendizado. Então, é muito importante encontrar formas de desconstrui-la.

Por exemplo, se você acha o inglês difícil, será que não está apenas precisando esquematizar e organizar os conteúdos melhor? Encontre padrões na organização da língua de modo a torná-la mais fácil de assimilar.

Faça esquemas e mapas mentais que lhe permitam ver o todo e depois comece a se aprofundar em cada tópico. Você verá que nada é tão complexo assim quanto parece.

“Não consigo entender o conteúdo”

Outra queixa dos estudantes é a dificuldade de entender o que está estudando. Contudo, esse é só um sintoma de que algo está errado com o método de estudos utilizado.

Um método é a forma como você está fazendo as coisas durante suas horas de estudos, como deseja alcançar seu objetivo com o inglês.

Se você não está conseguindo entender o que estuda, tente fazer as coisas de forma diferente. Talvez, ficar horas e horas diante da gramática não seja o melhor método para você.

Se você é uma pessoa mais sociável, talvez, a melhor forma de aprender o idioma é interagindo com falantes nativos, e muitas plataformas oferecem essa possibilidade de forma paga ou gratuita.

Sempre tenha em mente que os métodos podem ser mudados e devem servir ao seu propósito. Não se prenda a algum deles se não estão lhe dando os resultados desejados.

“Não estou avançando no idioma”

A sensação de não estar avançando no inglês acompanha muitas pessoas durante a jornada de aprendizado. Contudo, ela nem sempre condiz com a verdade, sendo apenas um desalinhamento das suas expectativas.

Principalmente no início, existe muita ansiedade de aprender coisas novas e, às vezes, o processo pode parecer lento, embora não seja.

Se você acredita que não está avançando, primeiro, tente fazer um experimento de diagnóstico. Grave-se falando inglês por um minuto em intervalos de uma ou duas semanas e depois compare essas gravações.

Avalie se essa sensação de não estar evoluindo se confirma ou não. Se sim, é hora de buscar a origem do problema e tentar consertá-lo, estabelecendo pequenas metas que você possa ir alcançando ao longo de um determinado período de tempo. Se não, é hora de controlar a ansiedade e começar a aproveitar o processo.

A linha de chegada não deve ser seu único ponto de referência, até porque sempre estamos tendo que nos atualizar na língua, acompanhando as mudanças e nos aprofundando em campos e vocabulários de especialidade.

“Minha pronúncia é ruim”

A dificuldade com a pronúncia é uma das mais frequentes entre os estudantes do inglês. É muito comum escutar alguém dizer que entende tudo, mas fala muito pouco ou quase nada, não é mesmo?

No entanto, se esse é o seu caso, não perca as esperanças, pois há diversas soluções possíveis.

Você pode começar treinando a pronúncia dos fonemas em inglês por meio de aplicativos como o ELSA Speak, baseado em inteligência artificial; das palavras, por meio de aplicativos e sites de flash cards e; das frases, por meio de escuta e imitação das falas de vídeos selecionados, mas não apenas isso.

Hoje em dia, nada impede que você entre em contato com pessoas do outro lado do mundo para treinar seu inglês. A internet proporciona muitos encontros interessantes, e você pode fazer uso dela para isso.

Entre em chats, conheça pessoas que estejam interessadas em aprender português e proponha um intercâmbio de habilidades. Você pode se oferecer para falar 30 minutos de português com essa pessoa em troca de 30 minutos de inglês, e assim por diante.

Não tenha medo de fazer isso, pois a língua é justamente para que você se comunique e conheça novas pessoas e culturas.

“Cometo muitos erros na hora de escrever”

Se a sua dificuldade está ligada aos erros ortográficos na hora de escrever em inglês, tudo bem. Hoje existem diversas maneiras de consertar isso de forma rápida e eficiente.

Uma delas é o uso de corretores ortográficos online e gratuitos como o Grammarly, que se utiliza de inteligência artificial para revisar textos escritos por você.

Ao instalá-lo em seu navegador e Word, você poderá aprender a escrever melhor de forma prática e gradual, pois todas as sugestões da AI farão com que você abra os olhos para detalhes da comunicação escrita em inglês que jamais teriam passado pela sua cabeça de outra forma.

O mesmo pode ser feito com a ferramenta Write and Improved o tão conhecido site Cambridge. De forma muito similar ao Grammarly, essa plataforma gratuita te ajuda a aprimorar os textos que insere nela.

Você verá que com o tempo já começará a se corrigir sozinho, já que a constante interação com o corretor fará com que você memorize e internalize certas regras com mais facilidade.

Viu só?

Em vez de se sentir mal por ter esbarrado em algum obstáculo, mude o chip. Think again!

Essa é só uma barreira que precisa superar.

See you.

0 0 votos
Nota para o Artigo
Se inscreva
Me notifique
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Aulas Particulares com Nativo

Desconto de 50% 

A forma mais rápida de aprender inglês é falando
Quero a Oferta!
*Primeira aula
close-link
Aulas De Inglês Particulares Com Nativos
Acessar
close-image
0
Comente!x