7 Passos Para Fazer Um Plano de Aulas Eficaz

Você sabe da importância crucial de um plano de aula?

Um professor, comunicador, ou um artista sem um roteiro para seguir pode perder um tempo valioso e também entediar sua plateia por despreparo.

Se você tirar de 5 a 20 minutos para realizar um planejamento, criando plano de aulas eficientes, separando o material que será utilizado, você vai conseguir montar a melhor aula possível.

Continue lendo esse artigo e aprenda dicas incríveis para fazer um Plano de aula em 7 passos sem complicações.

O que você precisa saber para ter sucesso ao elaborar um plano de aula

Primeiro lugar é pensar na sua aula, no material que você tem, nas habilidades que seus alunos já desenvolveram e com base nessas informações criar um plano de aula matador, mostrando aos seus alunos do que são capazes e com isso você evita problemas como:

Desrespeito em sala de aula, atividades que não proporcionam engajamento e pouco rendimento (do seu aluno e seu também).

Tenha em mente que com um plano de aula bem elaborado você inova, proporciona a seus alunos uma experiência única e você também vai perceber que com um pessoal interessado, sua experiência será apaixonante.

Como criar plano de aulas passo a passo

1 – Aulas temáticas

A primeiramente crie aulas temáticas quando possível, o próprio curriculum permite isso e os temas utilizados também, alguns temas são bem coringas e é fundamental criar essa aula dentro do campo de interesse do aluno, por exemplo, em linguagens pode ser explorado a experiência de conteúdo nas redes sociais.

O objetivo é aplicar temas do dia a dia dentro do universo do aluno, independente da sua área.

2 – Customize

Crie algo específico para aquele grupo de alunos, se você trabalha com um grupo de jovens procure temas da atualidade, conceitos e assuntos que estão sendo discutidos no momento e adapte para o seu plano de aula, se o seu grupo de alunos é de crianças, atente-se a linguagem que será utilizada e busque informações sobre o universo deles ou contar uma história de forma personalizada.

Conheça o seu público, o universo deles, explore uma música, se tem um público adolescente fale sobre namoro, por exemplo.

Importante é observar os conteúdos que vão compor seu plano de aulas focando sempre no que eles dominam ou não dominam, desafie seus alunos a aprender e não decorar e vai criar uma aula bem melhor.

3 – Tempo

Tenha uma noção clara do seu tempo porque é fundamental que a sua aula caiba exatamente dentro do horário, precisa ter uma coerência, se você tem duas aulas na semana de 50 minutos cada, pode até dividir em duas partes sem problemas, mas é imprescindível que tenha começo, meio e fim.

Tenha em mente que o seu aluno precisa preencher o tempo com conteúdo de qualidade, que prenda a atenção.

Eles vão te agradecer no futuro, seja conhecido por ser o professor que não deixa seus alunos ociosos e eles nem veem o tempo passar.

4 – Objetivos claros

Tenha em mente qual o seu objetivo com aquela aula e exponha isso aos seus alunos, comece com algo como:

“Hoje, nossa aula será sobre, com o objetivo de, nesta aula vamos desenvolver tais coisas”

O aluno terá um melhor comprometimento com o proposto e você como professor ficará com a sensação de missão cumprida.

Quando você deixa as coisas abertas, sem um planejamento, uma métrica, não sabemos se o aluno está aprendendo ou não, essa dúvida é até comum de surgir, mas quando você tem um objetivo claro e cumpre tanto você quanto seu aluno podem passar para a próxima etapa.

5 – Desenvolvimento

Antes de começar a pensar em plano de aula, pense que sua aula precisa ser espetacular, que você quer transmitir aos seus alunos um conteúdo brilhante.

Construa uma aula em que o aluno não perceba que etapas estão inseridas, como por exemplo, conteúdo, testagem, mais conteúdo, testagem.

Crie sua aula de forma que o aluno esteja tão envolvido que o objetivo seja adquirir cada vez mais conhecimento ao invés de quanto tempo ainda falta?

6 – Material

Faça uma preparação minuciosa do que você vai precisar para dar essa aula, verifique se a escola disponibiliza do conteúdo se a escola não possui, reveja sua aula, tente uma abordagem mais simples e faça tudo pensando nos seus alunos, qual a classe social desses alunos?

É possível solicitar material de apoio?

Como é o ambiente, a escola onde você dá aulas?

É uma escola participativa, que compartilha materiais, que busca melhorias e fazer a diferença?

Tudo isso tem que ser levado em consideração porque o material é uma das bases para o seu plano de aula.

Lembre-se, ninguém tem que ter uma atividade frustrada por falta de material adequado.

7 – Teste

Desafie seu aluno, teste ele de várias maneiras diferentes e em ambientes diferentes, se você conseguir isso com seu aluno a sua evolução será incrível.

Explore o que tem de melhor e trabalhe naquela área que ele não vai tão bem.

Observe se seus alunos estão participativos e respondendo as perguntas por que decoraram ou porque aprenderam.

Crie testes como questionários, brincadeiras, construção de um projeto o importante é que ele esteja sempre se renovando.

Se você constrói isso no seu aluno terá o melhor desenvolvimento possível.

Conteúdo Extra

Ferramenta de trabalho: A voz

A importância da voz na sala de aula, na verdade, como colocar a voz de forma correta é importante para todas as áreas.

Tivemos grandes oradores na história e saber como dosar e tentar manter em sala de aula uma voz que leve a um tom de conversa, de forma dinâmica é fundamental, porque vamos pensar naquele aluno que não tem muita afinidade com a matéria porém, está dentro do contexto que ele vai aprender uma voz monótona, que não demonstra uma empatia faz com que esse aluno fique ainda mais desinteressado.

Como reter a atenção dos seus alunos?

Em uma sala de aula nem sempre é tarefa fácil prender a atenção dos alunos, muitas vezes, 20 minutos depois de iniciar a aula percebemos que o aluno já perdeu o interesse e como evitar que isso aconteça?

Desafie seu aluno de forma positiva, sempre ao aplicar um conteúdo experimente dar alguns exercícios em seguida para que o aluno perceba que o conteúdo aplicado não é nenhum bicho de sete cabeças.

professora

Etapas para a aula perfeita

Entenda que uma elaboração de aula perfeita leva a uma aula de excelência, no começo parece um pouco mais difícil, mas com o passar do tempo é possível desenvolver algumas técnicas eficazes que pode te auxiliar nessa tarefa.

– Indique todos os tópicos que vão compor sua aula.

– Ordenação cronológica de topos os tópicos que vai seguir assim a aula tem um segmento e o aluno não quebra o raciocínio.

– Mostre ao seu aluno onde aplicar aquilo que você está ensinando, de forma simples e prática, pode utilizar como exemplo algum esporte, uma novela, música e etc.

– Verificar quais conteúdos o aluno já aprendeu e que possa interferir diretamente na sua aula, não adianta explicar um conteúdo que é ligado a sua matéria se o aluno não tem noção do que você está falando.

– Preparo do exercício, ele tem uma função indispensável dentro da sala de aula seja um exercício do conteúdo que foi aplicado naquele dia com o objetivo de perceber o que os alunos assimilaram ou ainda uma ligação com os tópicos abordados. Forneça embasamento ao seu aluno.

Teste a sua aula, muitas vezes fazemos um planejamento que parece ser extremamente eficiente, mas na hora da aplicação não sai exatamente como o esperado e isso é normal. Fale em voz alta, dê sua aula olhando no espelho e tente calcular a duração da sua aula.

Um modelo de plano de aula pode te auxiliar no desenvolvimento para nortear que passos seguir e é uma ferramenta indispensável para qualquer professor dos que estão em inicio de carreira até os mais experientes.

Gostou do artigo? Curte, comenta e compartilha essas informações com outras pessoas!

Se inscreva
Me notifique
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
Mais Votados
Novos Antigos
Comentários em linha
Exibir todos os comentários