“Is” ou “are” – Qual utilizar?

“Is” é utilizado para He/She/It.

“Are” é utilizado para You/We/They.

Caso você esteja começando a ter contato agora com a língua inglesa, observará que duas palavras aparecerão bastante ao longo dos seus estudos, a saber: “is” e “are”.

Pensando nisso, decidimos fazer esse post!

Inicialmente, é importante saber o significado delas. “Is” e “are” são o presente do verbo “to be”, logo, significam “ser” ou “estar”.

Bem, agora que você já sabe o significado delas, deve estar se perguntando quando devem ser empregadas. Cada uma deve ser utilizada com uma pessoa. Em português, os usos seriam equivalentes a “eu sou”, “tu és”, “ele é” e assim por diante.

Observe a seguir:

I am – Eu sou/estou

He is – Ele é/está

She is – Ela é/está

It is – Isso é/está

You are – Você é/está – Vocês são/estão

We are – Nós somos/estamos

They are – Eles são/estão

O “are” deve ser utilizado quando estiverem acompanhados dos pronomes “you”, “we” e “they” ou quando estivermos nos referindo a algo no plural.

Para melhor compreensão, observe as sentenças a seguir:

You are a fantastic person.

(Você é uma pessoa fantástica.)

We are sick.

(Nós estamos doentes.)

They are studying Italian.

(Eles estão estudando italiano.)

Vale acrescentar que, quando queremos fazer perguntas, “are” deve vir para a frente da construção verbal.

Acompanhe:

Are you busy?

(Você está ocupado?)

What are you doing?

(O que você está fazendo?)

Are they at home?

(Eles estão em casa?)

O “is” deve ser utilizado quando estiver acompanhado dos pronomes “he”, “she” e “it” ou quando estivermos nos referindo a algo no singular.

Paul is a doctor.

(Paulo é médico.)

Josh is the best.

(Josh é o melhor.)

Arthur is studying English.

(Arthur está estudando inglês.)

Tal qual acontece com o “are”, quando queremos fazer perguntas, o “is” deve vir anteposto na construção verbal. Acompanhe:

Is she at home?

(Ela está em casa?)

Is it broken?

(Isso está quebrado?)

Is he a good man?

(Ele é um bom homem?)

Lembre-se de praticar o conteúdo da nossa página!

Bye!


Artigo revisado por Francine Oliveira (bacharela e licenciada em Língua Inglesa e suas Literaturas pela UFSJ).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.