Escola de inglês – Wise Up Idiomas – Análise

A escola de inglês Wise Up Idiomas trabalha com um método de ensino que permite ir além do inglês. Ensinando com temas que vão além do comum, e ajudam os alunos com o crescimento e desenvolvimento, além de ser um ensino rápido, moderno e eficaz.

Há mais de 25 anos de experiência no mercado de ensino, a escola de inglês Wise Up Idiomas, atualmente, conta com mais de 100 unidades espalhadas pelo Brasil, além de uma mensalidade que gira em torno de R$316,00.

A Wise Up Idiomas conta com uma avaliação de 3.8 no Glassdoor, que nada mais é que uma plataforma onde empresas são avaliadas no quesito trabalho, para que novos profissionais conheçam como funciona a instituição.

Quando procuramos por comentários positivos a respeito de trabalhar na escola de idiomas Brasas, encontramos: ambiente de trabalho agradável, bons líderes, oportunidade de crescimento, ganhos acima do mercado e flexibilidade de horário.

“A matriz (Wiser) oferece um apoio à coordenação – ainda que ínfimo, nada além do básico. Pequenos presentes em datas comemorativas, cesta de natal. Pagamento sempre em dia. Caso você seja do setor comercial (ou seja, caso venda matrículas) será tratado extremamente bem. Trabalho com banco de horas ao invés de hora extra…”, pontuou um dos comentários positivos feitos por um dos perfis que avaliaram a empresa.

Entretanto, nem só de boas avaliações vive um local, no Glassdoor, também podemos ter acesso a comentários que pontuam os contras de se trabalhar na escola de inglês Wise Up Idiomas. Nos comentários negativos encontramos: alta carga horária de trabalho, metodologia rígida, excesso de reuniões e cobrança excessivas por resultados.

“Não possui plano de saúde, muito menos plano de carreira. As exigências por parte dos franqueados são exaustivas. Metas de ensino são irreais dentro da rotina de trabalho e a bonificação pelo batimento das metas é insignificante. Franqueados raramente são da área de ensino e se preocupam com tal menos ainda, exigindo comportamentos e mentalidades de empreendedor dos Coordenadores de Ensino. Em conversas com outros coordenadores, percebi que ser tratado com grosseria pela chefia não era algo raro. Caso não detenha alunos conforme a chefia deseja, espere uma cobrança desagradável. Segundo eles, problemas de saúde não são desculpa para um aluno parar com o curso; problemas financeiros não são desculpa para um aluno parar com o curso; TER CONCLUÍDO O CURSO não é desculpa para um aluno parar com o curso. Parece, inclusive, uma lavagem cerebral. Eles querem te levar a dedicar o sangue pela empresa, mesmo que isso não lhe traga absolutamente nada. As negociações de férias são decepcionantes, havendo instâncias onde eu e meus colegas fomos obrigados a vender parte das férias por pressão dos superiores. Caso deseje se especializar na área de ensino, não conte com auxílio – há baixíssima maleabilidade de horários e não há auxílio financeiro. Quanto à qualidade de ensino, a escola não entrega metade do que vende. A regra é prender os alunos pela venda do material, mas há erros no material e há falhas na metodologia. Por fim, o salário não corresponde ao que é exigido do coordenador. Jornadas exaustivas, rotinas extenuantes, esforços homéricos, e tudo isso para ser remunerado de maneira medíocre.…”, constatou um dos contras vindos de um dos comentários disponíveis no Glassdoor.

Quando procurada, a Wise Up Idiomas também se encontra no Reclame Aqui, que é uma plataforma onde é possível que clientes reclamem sobre o serviço prestado por alguma empresa ou instituição. É possível encontrar 10376 reclamações sobre a empresa.

Nessas reclamações, encontramos: propaganda enganosa, dificuldade de contato com a escola, empresa não forneceu o certificado e de conclusão e cobrança indevida. Apesar disso, quando buscamos a nota de reputação da escola, de modo geral, encontramos uma nota de 7.0 em 10.0, o que é considerado uma boa nota, até por estar acima da média.

A Wise Up oferece diversos formatos de cursos para o aluno escolher aquele que melhor lhe atende. Tem o formato presencial, onde as aulas acontecem na própria unidade da escola. As aulas in live, que acontecem de forma virtual, com aulas dinâmicas em videoconferência, com professor em turmas de até 12 alunos. Além do curso online, que é direcionado para quem não fala inglês e precisa se comunicar com o exterior.

Localizações das Unidades:

Visite o estado para saber se existe essa escola em sua cidade:


Não Fique de Fora:

E, se você está procurando algo definitivo, do básico a fluência, e nada que você já tentou deu certo. Veja se você já não viu essas opções que já ajudaram mais de 1300 pessoas a aprender inglês fluente. Clique no botão abaixo para ver:


redes sociais:

Recomendados para você:

    Mario Anaya
    Últimos posts por Mario Anaya (exibir todos)
    Se inscreva
    Me notifique

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    0 Comentários
    Comentários em linha
    Exibir todos os comentários