“So” vs “Such” – Compreenda mais essas duas palavras!

So” e “such” são duas palavras muito conhecidas na língua inglesa, e é exatamente por isso que algumas pessoas podem ficar muito confusas na hora de utilizar cada uma delas.

Antes de mais nada, já podemos te adiantar que as duas têm sentido próximo a “tão”, “tanto” ou “como”, mas elas são utilizadas de maneira diferente.

Por isso, vamos explicar exatamente o que fazer na hora de utilizar “so” e “such” para que você nunca mais se perca!

  • So

So”, no sentido de “tão”, geralmente vem acompanhado de um adjetivo ou de um advérbio e, por isso, essa palavra não demanda uma construção muito elaborada.

Ou seja, aparece nas formas: sujeito + so + adjetivo; ou sujeito + verbo + so + advérbio. Confira algumas frases formadas assim:

  • The car is so fast!

(O carro é tão rápido!)

  • The boy is so smart.

(O menino é tão inteligente.)

  • My son is so humble.

(Meu filho é tão humilde.)

  • They run so fastly!

(Eles correm tão rapidamente!)

  • She talks so slowly…

(Ela fala tão vagarosamente…)

  • Such

Enquanto “so” demanda uma construção mais simples, “such” já é um pouco diferente, pois requer alguns elementos.

A construção para se utilizar “such” no singular é: sujeito + verbo + such + artigo indefinido + adjetivo + substantivo. No plural, fica assim: sujeito + verbo + such + adjetivo + substantivo.

Ficou difícil de entender? Não tem problema! Confira essas frases para que tudo fique mais simples:

  • She is such a boring girl.

(Ela é uma menina tão entediante.)

  • They are such smart boys.

(Eles são garotos tão inteligentes.)

  • It is such a noisy car, but I love it.

(É um carro tão barulhento, mas eu o amo.)

Além disso, existe a expressão “such as”, que traz um exemplo, apresentando o sentido de “tal como”. É mais comum em situações formais. Veja:

Big cities such as São Paulo are very noisy.

(Grandes cidades [tal] como São Paulo são muito barulhentas.)

Logo, “so” e “such” são palavras com significados próximos, mas com usabilidade bem diferente. Pense em qual das duas mais se adequaria à sua maneira de falar no dia a dia e pratique o máximo que puder!


Artigo revisado por Francine Oliveira (bacharela e licenciada em Língua Inglesa e suas Literaturas pela UFSJ).


0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x