Cursos Intensivos de Inglês – Como eles funcionam e quando são a melhor opção

Todos nós já sabemos que as coisas no mundo estão ficando cada vez mais aceleradas.

Com essa pressa toda, é inevitável sermos cobrados a ter o máximo de conhecimento possível em um curto período, o que pode ser bom para alguns e não tão bom assim para outros.

Os cursos intensivos de inglês surgiram para minimizar o tempo que normalmente a maioria das pessoas levam para aprender o idioma.

O que antes levava cerca de cinco anos ou até mais, passou a ser feito em alguns meses ou até semanas.

Mas, afinal, o que são exatamente esses cursos? Como eles funcionam? Valem a pena?

O que é um curso intensivo de inglês?

            Os cursos intensivos de inglês objetivam a imersão no idioma o máximo possível e em um período menor.

Sendo menos extensos que os cursos tradicionais, eles possuem cargas horárias semanais mais intensas e geralmente são focados na fala, o que pode variar dependendo da escola.

Oportunidade: Quer aprender inglês rápido? Veja o ranking dos melhores cursos de inglês online – Clique Aqui

Independentemente do foco na fala, escrita  ou em qualquer outro aspecto, os cursos dessa modalidade definitivamente pretendem derrubar a barreira que muitas vezes alunos criam entre eles mesmos e o inglês e tornar o idioma parte da rotina deles.

Vantagens x desvantagens

            Sim! Um curso intensivo pode ser extremamente eficiente e até a melhor opção para acelerar o processo de aprendizagem e tornar metas mais próximas e rápidas de serem concluídas. No entanto, não podemos deixar de dizer que a eficiência dele vai depender de alguns fatores.

            Sendo assim, devemos levar em consideração as vantagens e desvantagens dos cursos intensivos de inglês.

Vantagens:

Imersão no idioma

            Como já dito anteriormente, esses cursos focam na imersão, o que significa tornar o idioma parte da rotina, aumentando o tempo em que você passa em contato com ele.

            Toda essa exposição a língua é bastante benéfica, já que se torna possível naturalizar palavras, termos e expressões que antes eram usados apenas uma vez ou outra e com certa dificuldade.

Aumento da confiança

Um dos quesitos mais almejados por aqueles que querem se aventurar em um novo idioma! A confiança não vem de uma hora para outra, ela é resultado de muita prática e esforço e com certeza esses são dois pontos muito praticados nos cursos intensivos.

Estar constantemente praticando e falando inglês tende a levar os alunos a terem mais dominância sobre o assunto e consequentemente aumenta sua confiança ao colocar em prática tudo o que foi aprendido durante as aulas.

É um curso curto

Ser um curso curto faz toda a diferença para quem deseja se preparar para uma viagem ao exterior, uma vaga de emprego, ou alguma outra oportunidade que está próxima de acontecer.

Aqui, não é mais necessário passar anos e anos com os livros e canetas em mãos. Dependendo do seu objetivo, tempo disponível e determinação, é possível desenvolver diálogos essenciais a você dentro de alguns meses.

Desvantagens:

Demanda disponibilidade

Se você é o tipo de pessoa que está sempre ocupada e não possui flexibilidade para cancelar alguns compromissos, infelizmente, essa talvez não seja a melhor opção para você.

Um curso regular de inglês geralmente acontece em cerca de duas horas semanais. Já no curso intensivo, essa carga horária pode triplicar ou ser até maior. Além das horas em aula, também é necessário ter tempo de estudo em casa para concluir tarefas que geralmente são dadas no final das aulas ou até mesmo para assimilar melhor todo o conteúdo aprendido no dia.

Pode ser uma opção cara

São inúmeras escolas que oferecem cursos regulares e muitas que oferecem o curso intensivo. Afirmar que uma e mais cara que outra pode não ser uma decisão muito assertiva. Porém, o investimento pode sim, dependendo de alguns fatores, sair mais caro.

O ideal é calcular qual seria o gasto total em ambos os cursos pelo tempo total que eles levam e considerar os prós e contras de cada um.

Como escolher a melhor escola para você?

            Já sabemos que o curso intensivo de inglês é indicado para alunos que tenham disponibilidade de horários e tenham interesse em aprender o idioma o mais rápido possível, independentemente do motivo. Agora que você já sabe se você se encaixa nesse perfil ou não, é hora de saber como escolher melhor uma escola e como saber se ela é ou não a certa para você e seu caso em específico.

Foco das aulas

Antes de optar por uma escola, é necessário primeiro avaliar seus próprios objetivos e ver se eles estão alinhados com o que a escola oferece e se propõe a cumprir.

Se você deseja aprender inglês para fazer uma viagem de negócios ao exterior, provavelmente sua necessidade será maior em relação à fala e a um vocabulário formal. Agora se você deseja se preparar para ingressar em uma universidade em outro país, o objetivo maior pode ser o de melhorar a escrita e leitura e se habituar ao inglês acadêmico.

Algumas escolas oferecem a opção de personalizar as aulas de acordo com suas necessidades. outras, por sua vez, segue a programação normal de um curso regular, porém, com velocidade aumentada.

Em geral, a melhor escola vai depender do que você pretende alcançar.

Aulas totalmente em inglês

Pode parecer óbvio dizer isso, mas as aulas precisam ser totalmente em inglês! Se não fosse assim, a proposta de imersão no idioma se perderia de certa forma e, por tanto, as aulas não passariam de apenas longas ao invés de serem longas, produtivas e com o máximo de contato com o idioma.

Número de alunos por classe

As aulas do curso intensivo tendem a ser um pouco mais personalizadas, já que elas acontecem em um período menor do que o de cursos regulares. Sendo assim, é importante estar atento ao número de alunos por classe.

A presença de muitos alunos na mesma aula pode diminuir o tempo que você tem para tirar suas dúvidas com o professor. Além disso, também torna o foco da aula um pouco mais abrangente ao invés de ser personalizado e adequado ao seu caso.

Disponibilidade de horários de aula

Talvez você se empolgue ao ver inúmeros horários de aula quando visitar uma escola, mas já parou para pensar que, mesmo que a escola ofereça várias opções, talvez elas não se encaixem a sua rotina?

Considerando essa possibilidade, um dos pontos cruciais na hora de decidir em qual escola estudar é conferir se ela oferece opções que estão de acordo com seus horários e planos. Assim, você não tem nenhuma surpresa e pode se programar da melhor maneira possível.

Material usado

O material usado pela escola também deve ser levado em conta antes de tomar alguma decisão, já que ele deve atender exatamente suas necessidades.

Veja se o material fornece o necessário para você atingir suas metas e se ele preza por tirar a carência que você talvez tenha em algum conteúdo.

Professores

Nunca é demais procurar saber um pouco sobre aqueles que vão estar tão presentes no seu dia-a-dia.

Cada professor tem uma didática, ou seja, a maneira que eles passarão o conhecimento deles aos alunos, as diferentes abordagens que eles talvez usem. Cada um teve uma experiência diferente quanto ao inglês, alguns estudaram o idioma por anos por conta própria, alguns fizeram faculdade e outros viveram no exterior por longos períodos. Todas essas diferenças poderão ter impacto sobre as aulas, por isso é sempre bom ter em mente qual se adaptaria melhor a você e seria capaz de acelerar ainda mais esse processo.

Quais escolas oferecem o curso?


Não Fique de Fora:

E, se você está procurando algo definitivo, do básico a fluência, e nada que você já tentou deu certo. Veja se você já não viu essas opções que já ajudaram mais de 1300 pessoas a aprender inglês fluente. Clique no botão abaixo para ver:


redes sociais:

Recomendados para você:

    Mario Anaya
    Últimos posts por Mario Anaya (exibir todos)
    Se inscreva
    Me notifique

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    0 Comentários
    Comentários em linha
    Exibir todos os comentários